Segurança

Polícia Militar fecha "baile do mandela" em bar de Guaçuí

COMPARTILHE
8470

Na noite de domingo (13), por volta das 22h, policiais militares do 3º Batalhão em Alegre, foram acionados para encerrar um baile irregular e garantir a tranquilidade pública.

Criminoso de alta periculosidade é preso pela PC; suspeito comandava tráfico no bairro Village da Luz em Cachoeiro

Um dos foragidos mais procurados do Sul do Estado foi preso na manhã desta...

PM prende dupla de criminosos após assaltos em Cachoeiro

Dois assaltantes foram presos na tarde desta terça-feira (19), após roubarem duas mulheres no...

Suspeito de descumprir medida protetiva é preso por policiais civis em Guaçuí

A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Guaçuí cumpriu um mandado de prisão...

De acordo com a ocorrência da Polícia Militar, a ação ocorreu em um bar no bairro Vale do Sol em Guaçuí, onde segundo as denúncias, estaria acontecendo sem autorização, um “baile do mandela” e teria adolescentes expostos ao uso de bebidas alcoólicas, entorpecentes e pessoas armadas.

No local, os militares se depararam com a rua fechada por pessoas e carros, havendo uma estrutura de som montada, em volume máximo e pessoas urinando próximo as residências. A proprietária de um bar local, responsável pela festividade informou que mesmo sem a devida autorização da Prefeitura, ao qual requer através do alvará a segurança aos que frequentam o local, com acesso de menores, resolveu realizar o baile.

Continua depois da publicidade

Com a presença dos policiais, com ânimos exaltados, os participantes começaram a hostilizar as guarnições. Diversas outras denúncias anônimas foram chegando dando conta de que de fato o evento se tratava de um baile funk e que havia consumo de drogas e pessoas que teriam fugido com a chegada da PM. Apesar das denúncias, ninguém foi preso no local.

Irregular

A Polícia Militar informou que tem agido para coibir, conter ou desarticular bailes sem a autorização dos órgãos públicos, se antecipando aos riscos gerados aos frequentadores e a moradores, que causam diversos transtornos em virtude da aglomeração de pessoas nas vias públicas, geralmente com a utilização de potentes equipamentos de som, especialmente durante a madrugada.

Eventos os quais geram uma gigantesca demanda para a instituição, já que entre os participantes, estão menores de idade que ficam expostos ao uso de bebidas alcoólicas e outras drogas, pessoas que promovem atos de vandalismo, confusões, troca de tiros e depredação do patrimônio público e também privado.

Ainda segundo a PM. até o encerramento do boletim, à medida que as pessoas se dispersavam, ligações ao centro de operações denunciavam brigas e vias de fato, que surgiram em outros pontos do município, principalmente na praça João Acacinho, onde se aglomeram vários dos participantes do baile, que foram se dispersando após patrulhamentos no local.

A Polícia Militar destaca que somente com a participação da população será eficaz para evitar eventos irregulares e devem manter contato com a fiscalização municipal, pelo Disque Denúncia (181) ou por meio do telefone de emergência (190). Destaca ainda que todos os organizadores de eventos devem buscas sempre a liberação junto aos órgãos competentes, para que todas as normas de segurança sejam observadas.

Publicidade