Segurança

Padre de Ibatiba é investigado por suspeita de estupro contra adolescente

COMPARTILHE
13248
Advertisement
Advertisement

Um padre de Ibatiba está sendo investigado por abuso sexual contra um adolescente de 14 anos. O caso teria acontecido no final de semana, na localidade de Vista Alegre, zona rural do município.

Após perseguição, PM recupera carro roubado e prende homem em Guaçuí

No final da manhã desta sexta-feira (10), policiais militares de Guaçuí recuperaram um carro...

Condenado por estupro é preso em Brejetuba pela Polícia Civil

Um foragido da Justiça, de 56 anos, por crime de estupro foi preso na...

PC prende irmãos investigados por homicídio no Monte Líbano, em Cachoeiro

Policiais civis da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cachoeiro...

A Polícia Militar disse que foi acionada pelo pai do menino, que contou que o filho tinha ido passar o final de semana com o sacerdote Gelson de Souza. Ao ser molestado pelo padre durante a madrugada, o menino enviou mensagens para o pai pedindo ajuda.

A PM foi acionada e foi ao local e encontrou o adolescente, que confirmou o assédio.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O padre foi encaminhado para a delegacia regional de plantão em Venda Nova do Imigrante para esclarecimentos, foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável,  e levado para o presídio de Xuri, em Vila Velha.

O sacerdote foi liberado durante audiência de custódia nesta terça-feira (29) e responderá em liberdade por crime de estupro . O caso será investigado pela Delegacia de Ibatiba. 

Diocese

O padre suspeito de praticar o crime pertence à Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, que informou em nota: “No momento não temos informações a passar sobre os fatos pois o processo é sigiloso” A Diocese disse, ainda, que o religioso ficará afastado de suas funções para esclarecimentos do fato até que os fatos sejam esclarecidos”.

Advertisement

 

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.