Cidades

ALES aprova projeto que reconhece Anchieta como "Capital Estadual da Moqueca Capixaba"

COMPARTILHE
Foto/ Renan Alves
90

Promover os valores culturais e incentivar os potenciais econômicos de Anchieta. Essa foi a intenção do deputado estadual Marcelo Santos ao propor o Projeto de Lei 803/2019. A matéria que concede ao município o título de “Capital Estadual da Moqueca Capixaba” foi aprovada nesta terça-feira (8) pelos deputados.

Assista a edição deste sábado (19) do programa “Top Show” pelo AQUINOTICIAS.COM

O programa “Top Show”, do apresentador Parraro Scherrer, deste sábado (19) está no ar....

Novo Código Sanitário de Cachoeiro entra em vigor

Cachoeiro de Itapemirim passou a contar, nesta semana, com um novo Código Sanitário. Instituído...

Cachoeiro: Teatro Rubem Braga recebe peça baseada em música de Renato Russo

Neste domingo (20), no Teatro Municipal Rubem Braga, em Cachoeiro de Itapemirim, haverá a...

Grande símbolo da gastronomia no Estado, o prato é um dos destaques do Festival Capixaba de Frutos do Mar de Iriri, que, coincidentemente, acontece no município no próximo final de semana, entre os dias 10 e 13 de outubro.

“Essa iniciativa se justifica pelo tradicional festival realizado no município, com grande potencial econômico e geração de renda para a população. É importante para reconhecer a importância desta tradição e dar uma força para maiores investimentos ao município, como a urbanização da orla de Iriri, pedido que já fiz ao governador Renato Casagrande, juntamente com o prefeito Fabrício Petri e o presidente da Câmara, Cléber Pombo”, disse o deputado, que lembrou da crise enfrentada pelo município nos últimos tempos.

Marcelo Santos foi proponente da proposta. Foto: Bruno Fritz
Continua depois da publicidade

O parlamentar destacou ainda que a intenção dos organizadores do Festival de Frutos do Mar e o setor hoteleiro da cidade, com a força da nova lei, pretendem realizar o evento em dois finais de semana consecutivos, com o intuito de melhor atender frequentadores e turistas.

Agora, o texto segue para sanção do governador Renato Casagrande.

Publicidade