Cidades

Após suspeita de abuso sexual, novo padre é nomeado para Paróquia de Ibatiba

COMPARTILHE
Divulgação Facebook
1604
Advertisement
Advertisement

Após o afastamento do padre Gelson de Souza, que está sendo investigado pela Justiça por abuso sexual contra um adolescente de 14 anos em Ibatiba, a Diocese de Cachoeiro de Itapemirim nomeou um novo sacerdote para ficar à frente da Paróquia Nossa Senhora do Rosário.

Ligação Direta fará live, neste sábado (11), em prol da Casa de Apoio aos Portadores de Câncer em Cachoeiro

O sábado (11) será marcado pela solidariedade na ‘Capital Secreta’! A banda Ligação Direta...

Oportunidade: 32 vagas de emprego em aberto no Sine Anchieta

O Sine de Anchieta está com 32 vagas de emprego em aberto nesta sexta-feira...

Morre em Cachoeiro, Joacyr Pinto, fundador da Revista 7 Dias

Faleceu nesta sexta-feira (10), em Cachoeiro de Itapemirim, aos 85 anos, Joacyr Pinto, fundador...

O documento, divulgado nesta quarta-feira (30), também formaliza a suspensão temporária do padre Gelson das atividades de pároco durante a investigação do caso. O sacerdote, que chegou a ser preso e ganhou liberdade durante audiência de custódia na terça-feira (29) vai responder em liberdade.

Quem assume a paróquia é o padre Fábio Eduardo de Lima Santos. O documento de nomeação/suspensão é assinado pelo administrador diocesano padre Walter Luiz Barbiero Milaneze Altoé e pelo chanceler padre Bruno Sá Rangel.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Relembro o caso

No último domingo, o padre Gelson de Souza foi preso sob suspeita de abusar sexualmente de um adolescente de 14 anos. O caso teria acontecido na localidade de Vista Alegre, zona rural de Ibatiba.

A Polícia Militar disse que foi acionada pelo pai do menino, que contou que o filho tinha ido passar o final de semana com o sacerdote. Ao ser molestado pelo padre durante a madrugada, o menino enviou mensagens para o pai pedindo ajuda.

A PM foi acionada e foi ao local e encontrou o adolescente, que confirmou o assédio.

Advertisement

O padre foi encaminhado para a delegacia regional de plantão em Venda Nova do Imigrante para esclarecimentos, foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável, e levado para o presídio de Xuri, em Vila Velha.

O sacerdote foi liberado durante audiência de custódia nesta terça-feira (29) e responderá em liberdade pelo crime de estupor de vulnerável. O caso será investigado pela Delegacia de Ibatiba. 

 

 

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.