Economia

Inpi expande programa que facilita concessão de patentes para todos os setores

COMPARTILHE
17
Advertisement
Advertisement

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) estenderá para todos os setores tecnológicos o programa que facilita a concessão de patentes, hoje restrito a áreas específicas. A resolução foi assinada na última sexta-feira e será publicada nesta terça-feira.

Isolamento antes de visitas técnicas adia leilão de plataformas da Petrobras

O leilão de três plataformas da Petrobras marcado para esta quinta, 9, foi transferido...

Bolsas de NY fecham sem direção única, com cautela sobre covid-19 e Nasdaq

Nesta quinta, 9, as bolsas de Nova York fecharam sem sinal único, mas na...

Destoando do pessimismo, juros longos fecham em queda e curtos, de lado

O mercado de juros resistiu ao pessimismo visto nos demais ativos e fechou com...

A partir de dezembro, o Patent Prosecution Highway (PPH) estará disponível para todos os setores da economia. O programa permite que os brasileiros utilizem o resultado do pedido de patente em outros países para acelerar a análise no Brasil, e vice-versa. Anteriormente, isso só era válido para áreas como petróleo e gás e tecnologia da informação.

“A mudança simplifica procedimentos, tanto para o usuário quanto para o Inpi, e amplia o potencial desses acordos, que priorizam o trâmite das patentes e reduzem as etapas de exame, contribuindo para acelerar o processo”, disse o secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

Em média, as patentes analisadas pelo PPH são concedidas em oito meses, ante o prazo de um a três anos das que estão fora do programa. Em 2018, foram 300 requerimentos dentro do PPH, número que deverá subir para 400 em 2020, de acordo com o Ministério da Economia.

Lorenna Rodrigues
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.