Geral

Manchas de óleo chegam a praias de Salvador

COMPARTILHE
Foto: Marina Silva/CORREIO
74

O óleo que se espalha pelo litoral nordestino chegou na madrugada desta sexta-feira, 11, às praias em Salvador. De acordo com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), foram observados resquícios da substância, apontada como petróleo cru, nas praias de Piatã, uma das mais frequentadas por banhistas, na capital baiana, e de Vilas do Atlântico, no município vizinho de Lauro de Freitas.

TJ-SP é criticado por criar posto de conciliação com operadoras

O Tribunal de Justiça de São Paulo abriu um posto de conciliação para lidar...

Justiça bloqueia dinheiro da prefeitura do Rio para pagar salários na saúde

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo...

Juiz dá 72 horas para a volta dos radares

A 1ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal concedeu parcialmente nesta quarta, 11,...

A Empresa de Limpeza Pública da cidade, a Limpurb, também observou manchas na Praia do Flamengo e Jardim dos Namorados, essa última localizada no bairro da Pituba.

A Limpurb informa que disponibilizou uma equipe de 75 agentes para realizar a limpeza dessas áreas. Eles estão trabalhando em regime de plantão de 24 horas para realizar o monitoramento de toda a orla da capital.

Continua depois da publicidade

Segundo o Inema, em todo o Estado, já são 19 as praias contaminadas pelo óleo.

Um vazamento de petróleo cru se espalha pelos nove Estados do Nordeste. O poluente foi identificado em uma faixa de mais de 2 mil quilômetros da costa brasileira. O governo federal afirma que análises já apontaram ser petróleo cru, de origem desconhecida e de tipo não produzido no Brasil.

Considerado o maior episódio de vazamento de óleo no Brasil em termos de extensão, o desastre ambiental que atingiu pelo menos 139 pontos nos nove Estados do Nordeste pode causar impacto na saúde humana, ainda que em escala pequena, quando comparada aos danos ao ecossistema local.

Heliana Frazão – Especial para a AE
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade