Agronegócio Regional

V Mostra de Café de Qualidade tem data marcada em Guaçuí

COMPARTILHE
430

por Pedro Menegheti

5º Concurso de Qualidade de Café de Iúna vai distribuir R$ 25 mil em prêmios

A Prefeitura de Iúna, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Agronegócios, vai...

1º Encontro das Lideranças do Agro com a Política Capixaba vai debater desafios da cafeicultura

No próximo dia 24, o Centro de Convenções de Vitória vai receber o 1º...

Incaper e parceiros realizam Dia de Campo sobre café arábica em Alegre

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a Secretaria Desenvolvimento...

O café especial está em alta no mercado. Mais do que uma tendência, é uma realidade para muitos produtores dos grãos na região do Caparaó. Para aperfeiçoar e atualizar coletivamente os conhecimentos da produção da planta, acontecerá no próximo dia 26, em Guaçuí, a V Mostra Café de Qualidade.

O evento, que acontece anualmente, é organizado pelo Incaper, com apoio do Governo do Estado, Prefeitura de Guaçuí e Cooperativa dos Produtores Rurais do Espírito Santo. O objetivo é reunir produtores, apreciadores e compradores de café para informar e debater com os participantes a importância de grãos de qualidade no mercado atual, além de ressaltar os melhores produtos da safra deste ano.

Continua depois da publicidade

A mostra acontecerá no dia 26, a partir das 15h, no Container Gastro-Bar, ao lado do antigo matadouro municipal. A programação conta com apreciação de cafés, estande para negócios, palestras sobre os fatores que influenciam no valor do produto final e a apresentação e interpretação dos resultados das mostras inscritas no evento.

Para Maxuel Assis, 53 anos, engenheiro agrícola e coordenador do escritório do Incaper de Guaçuí, a Mostra de Café é um evento que contribui para o fortalecimento da cafeicultura do município e mostra que a cidade pode produzir e apresentar produtos de excelente qualidade para o mercado cafeeiro. “Vários produtores que começaram a preparar seus cafés a partir da I Mostra de Cafés de Qualidade, que realizamos em 2016, estão produzindo e comercializando para diversas localidades no Espírito Santo, outros Estados e até para fora do Brasil”, relata o engenheiro.

Participação

A edição do ano passado contou com a participação de 27 cafeicultores e teve 41 mostras de cafés inscritas para concorrer as premiações. Maxuel conta que a estimativa para a mostra deste ano é a participação de aproximadamente 20 cafeicultores.

As inscrições e entregas das amostras acontecem até o dia 10 de setembro e podem ser realizadas no escritório do Incaper, em Guaçuí. Para participar, os produtores precisam consultar o regulamento no momento da inscrição e estarem aptos às normas exigidas.

O evento não é uma competição, seu intuito maior, segundo Assis, é colaborar e estimular os agricultores a terem mais cuidados no manejo de sua cultura cafeeira, com a finalidade de produzir grãos com mais qualidade e melhor preço de mercado. No final da mostra é apresentado um ranking dos cafés mais bem pontuados e os 10 melhores irão para as mesas de degustação.

Cuidados com a qualidade

Maxuel destaca que a diferença básica entre um café comum e um de qualidade está na manutenção das características físicas e sensoriais do plantio, que é produzido com maior cuidado técnico em todas as etapas da produção, colheita e pós-colheita. O momento certo da colheita acontece de forma seletiva, sendo que após a colheita é preciso maior cuidado no processo de secagem procurando manter as características físicas e sensoriais dos grãos e o ponto de torra e moagem adequados.

Um grande exemplo desses cuidados e técnicas bem aplicados vem do distrito de Pedra Menina, localizado em Dores do Rio Preto, na região do Caparaó. O café do produtor Onofre Alves de Lacerda venceu a competição Coffee Of The Year Brasil 2018 – Melhor Café e que ainda ostenta os títulos de café campeão nacional de qualidade de 2012, 2015 e 2016 da Associação Brasileira da Indústria de Torrefação e Moagem de Café.

“Para nós, é motivo de muito orgulho e alegria termos novamente a eleição do melhor café do Brasil sendo do distrito de Pedra Menina, produzido pela família do senhor Onofre. Tenho admiração e respeito pela capacidade de produzirem excelentes cafés e serem liderança expressiva na região pela maneira humilde, empreendedora e consciente na produção e pela organização social dos cafeicultores”, comenta o coordenador do Incaper.

 

Publicidade