Espírito Santo

Servidores públicos do ES ameaçam entrar em greve nesta quarta-feira (11)

COMPARTILHE
Arquivo SindiPúblicos
3122
Advertisement
Advertisement

Servidores públicos do Espírito Santo vão deliberar sobre uma greve geral durante assembleia unificada nesta quarta-feira (11). Participam servidores ativos e aposentados, que reinvindicam reposição salarial de 5,56%.

Bandes e Banestes participam de live para anúncio de linhas de crédito

O Conselho Regional de Contabilidade do Espírito Santo (CRC-ES) irá promover, nesta sexta-feira (3),...

Coronavírus: quatro mortes são investigadas no Espírito Santo

A Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo confirmou nesta quinta-feira (2), durante...

Morto por Covid-19 no ES era hipertenso e obeso

Em coletiva virtual na manhã desta quinta-feira (2), o secretário de Estado da Saúde,...

De acordo com o SindiPúblicos, a crescente insatisfação com a morosidade do governo em atender a pauta das categorias fez com que os policiais civis, delegados e até mesmo grupos de professores apoiem o movimento pela recomposição salarial. Segundo o Sindicato, a falta de revisão da inflação soma 26,51% de perdas

Os servidores já tiveram grande adesão durante a primeira assembleia, no dia 30 de agosto, na qual foi deliberado por ampla maioria o Estado de Greve. Neste segundo encontro, o sindicato espera ainda mais participação, desta vez de servidores do interior do Estado.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Reunião com governo

Nesta terça-feira (10), o governo Casagrande convocou uma reunião com as lideranças dos servidores.

A secretária de gestão e recursos humanos, Lenise Loureiro, e representantes do governo afirmaram que analisam a margem financeira e que a recomposição não foi concedida até o momento devido o Estado ter assinado a Lei de Renegociação das Dívidas (LCs 156 e 159). Os diretores presnetes rebateram a a informação e afirmaram a lei garante que os estados cumpram o dispositivo constitucional que determina a recomposição anual.

A assembleia para deliberação da greve está mantida para está quarta-feira.

Advertisement

 

Advertisement