Segurança

Guaçuí vai sediar debate sobre problemas na segurança e estrutura para Serviço Médico Legal no Caparaó

COMPARTILHE
Serviço Médico Legal Cachoeiro/Foto: Wanderson Amorim
395

A Comissão de Segurança e Combate ao Crime Organizado da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Delegado Danilo Bahiense (PSL), realiza nesta quarta-feira (11), às 18h30, na Câmara Municipal de Guaçuí, audiência pública para debater os problemas relacionados à criminalidade e também à estrutura do Serviço Médico Legal (SML) para o município e região do Caparaó.

Corpo de homem é encontrado no rio Itapemirim em Marataízes 

O Corpo de Bombeiros localizou na manhã desta segunda-feira (23), o corpo de Mário...

Guarda e Polícia Militar realizam operação no interior de Anchieta

A Guarda Civil Municipal de Anchieta e a Polícia Militar realizaram na última sexta-feira...

Homem desaparece após cair de embarcação no rio Itapemirim em Marataízes 

Moradores acionaram Corpo de Bombeiros na tarde deste domingo (22), depois que um homem,...

“Convidamos todas as autoridades ligadas à segurança, membros da Justiça e do Ministério Público, além dos gestores e vereadores municipais, que gentilmente abraçaram a causa da audiência e cederam o espaço da Câmara para a realização do evento”, destacou o deputado Danilo Bahiense.

Tradicionalmente, a região do Caparaó possui um pequeno indicador de crimes contra a vida. Guaçuí, de janeiro a setembro de 2019, registrou um homicídio (mesma quantidade do ano passado), assim como Dores do Rio Preto. Destoa deste cenário o município de Alegre, que já contabilizou três assassinatos (contra um de 2018).

Continua depois da publicidade

Sede da audiência pública, Guaçuí, de janeiro a setembro deste ano, teve registro de 365 crimes contra o patrimônio, sendo que se destacam os furtos, com 213 ocorrências, de acordo com informações da Delegacia Online. Já no eixo de crimes contra a pessoa, são 257 – a maioria deles é ameaça e Lei Maria da Penha.

Outro panorama que faz parte das reclamações dos moradores é a estrutura do Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, que atende ao município. Há um pleito da comunidade que é o atendimento em conjunto do SML com o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO). Com esta estrutura, que é indicação do deputado Delegado Danilo Bahiense, a liberação de corpos seria mais rápida e não haveria problemas quanto à falta de efetivo na Polícia Técnico-Científica.  Atualmente, o SML de Cachoeiro fica alguns dias sem médicos legistas por falta de servidores.

A comunidade local também pleiteia a instalação de câmeras de videomonitoramento na cidade de Guaçuí e ainda questiona a quantidade de policiais civis e militares atuando no município bem como nas localidades vizinhas.

Publicidade