Educação

Emissão da carteira estudantil do MEC é gratuita e digital

Estudante pode pagar meia-entrada em diferentes eventos com o documento

COMPARTILHE
286
Advertisement
Advertisement

Estudantes poderão ter acesso à carteira estudantil digital e gratuita do MEC (Ministério da Educação) através das lojas Google Play e Apple Store. O objetivo é reduzir a burocracia e evitar a impressão de papel. Com o documento, que começa a ser emitido em um prazo de 90 dias, o aluno matriculado em instituição de ensino terá direito à meia-entrada em shows, teatros e outros eventos culturais.

Transmissão de aulas pela TV para alunos da rede estadual não chega a partes do interior do ES

Pais e mães estão questionando, nas redes sociais, sobre a transmissão, pela TV, das...

Cerca de 240 mil alunos da rede estadual de ensino do ES terão aulas pela TV e pela internet

Quase um mês após o fechamento das escolas do Espírito Santo para impedir o...

Mais de 20 mil estudantes voltam às aulas em Cachoeiro de Itapemirim nesta segunda (10)

Após adiamento por conta da enchente do último dia 25, os estudantes da rede...

Larissa Mesquita, estudante de Jornalismo, precisou pagar para tirar o documento e diz que a notícia vem em boa hora. “Paguei um valor absurdo e fui informada que a carteira só teria validade até março de 2019. Caso quisesse renovar, teria que pagar novamente. Essa notícia é maravilhosa! Afinal, os benefícios da carteira de estudante são diversos e devem ser bem aproveitados”.

A estudante de pós-graduação em Mídias Sociais, Bárbara Silva, compartilha a mesma opinião. “Já arcamos com muitas outras despesas durante a faculdade, inclusive com a nossa mensalidade. Na minha opinião, esse deveria ser um direito de todo estudante. Tenho certeza que a mudança vai favorecer muitos estudantes que não têm condição de pagar esse valor abusivo”, conclui.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Para a emissão gratuita da carteira estudantil física, o MEC pretende firmar uma parceria com a Caixa Econômica Federal. No entanto, ela só terá validade até 31 de março do ano seguinte. Já a carteira digital será válida enquanto o estudante estiver matriculado na instituição de ensino. Confira abaixo a lista de instituições autorizadas a emitir a carteira de identificação estudantil:

  • Ministério da Educação;
  • Associação Nacional de Pós-Graduandos;
  • União Nacional dos Estudantes (UNE);
  • União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes);
  • Entidades estudantis estaduais, municipais e distritais;
  • Diretórios centrais dos estudantes;
  • Centros e diretórios acadêmicos;
  • Outras entidades de ensino e associações representativas dos estudantes.

O Ministério da Educação pretende ainda criar um novo banco de dados, o Sistema Educacional Brasileiro. O intuito é melhorar a implementação, execução e avaliação das políticas públicas na educação.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Advertisement

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.