Geral

PMs envolvidos em ação que matou Ágatha serão ouvidos no Rio

COMPARTILHE
23
Advertisement
Advertisement

Os policiais militares envolvidos na ação que resultou na morte da menina Ágatha Vitória Sales Félix, de apenas 8 anos, serão ouvidos no fim da manhã desta segunda-feira, 23, na Delegacia de Homicídios (DH) do Rio. A menina morreu no sábado, 21, após ser atingida por uma bala de fuzil na noite de sexta-feira, 20.

Senado aprova PL que suspende reajustes de planos de saúde e de medicamentos

Senadores aprovaram nesta terça-feira, 2, o projeto de lei que suspende reajustes de preços...

Brasil ultrapassa as 30 mil mortes pelo novo coronavírus

O Brasil ultrapassou a marca das 30 mil mortes em decorrência do novo coronavírus...

Estado do Rio registra mais 224 mortes e 2.202 novos casos de covid-19

O Estado do Rio de Janeiro registrou 224 mortes por covid-19 e 2.202 novos...

Além de ouvir os depoimentos dos policiais, os investigadores deverão recolher as armas utilizadas na ação e encaminhar para perícia.

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro informou em nota divulgada no sábado que lamentava “profundamente a morte da pequena Ágatha no Complexo do Alemão” e manteve a versão de que os agentes apenas revidaram a uma agressão de criminosos “quando foram atacados de várias localidades da comunidade de forma simultânea”. Moradores contestam a informação e dizem que o tiro partiu dos policiais. A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) comunicou que abrirá “um procedimento apuratório para verificar todas as circunstâncias da ação”.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.