Internacional

Indústria de automóveis europeia diz que Brexit sem acordo seria "catastrófico"

COMPARTILHE
10

Os principais grupos automotivos da Europa uniram forças para alertar sobre as consequências “catastróficas” de um Brexit sem acordo. Grupos industriais da Europa e 21 associações nacionais de automóveis, incluindo a Sociedade Britânica de Fabricantes e Comerciantes de Motores, disseram que novas tarifas sobre carros e vans podem custar à indústria da União Europeia e do Reino Unido 5,7 bilhões de euros (US$ 6,3 bilhões) se o Reino Unido sair da UE sem um acordo. Consumidores enfrentariam preços mais altos se os fabricantes não puderem absorver os custos adicionais.

Presidente do Chile reverte aumento da tarifa do metrô em meio a protestos

O presidente chileno, Sebastián Piñera, decidiu revogar o aumento na tarifa do metrô, medida...

Governo britânico envia carta à UE pedindo extensão do prazo para saída do bloco

O governo britânico pediu formalmente à União Europeia um adiamento do prazo para a...

Milhares se reúnem em protesto do "orgulho italiano"

Dezenas de milhares de manifestantes se reuniram em Roma neste sábado, 19, para uma...

Se o Reino Unido se retirar sem acordo sobre questões como direitos dos cidadãos, lei de saída da UE e fronteira entre a Irlanda e a Irlanda do Norte, tarifas indicadas pela Organização Mundial do Comércio teriam que ser impostas. No caso de carros, a tarifa é de 10%. “O Brexit não é apenas um problema britânico. Estamos todos preocupados com a indústria automotiva europeia”, disse Christian Peugeot, presidente do Comitê de Fabricantes Franceses de Automóveis. “Seja como exportadores para o mercado britânico ou fabricantes locais, e somos os dois, inevitavelmente seremos afetados negativamente.”

Fabricantes de todo o mundo, incluindo a japonesa Honda e a Nissan, utilizam o Reino Unido como base para a venda em toda a UE. A chave para o sucesso do setor nos últimos anos tem sido a capacidade das empresas de operar e originar diretamente no mercado único da UE – o chamado modelo operacional just-in-time. Se o Reino Unido se retirar sem um acordo, as empresas não poderão operar no mercado único da maneira a que se acostumaram. Não seria apenas sobre tarifas; outros requisitos, como a necessidade de cumprir os regulamentos alfandegários, atrasariam os negócios, levantando questões sérias sobre a viabilidade de operações just-in-time.

Continua depois da publicidade

Os grupos da indústria automotiva afirmaram que o custo de apenas um minuto de paralisação da produção no Reino Unido é de 54,7 mil euros (US $ 60 mil). Diante das notícias recentes, várias empresas disseram que poderiam mudar a produção no caso de um Brexit sem acordo. “Um Brexit sem acordo teria um impacto imediato e devastador sobre a indústria, minando a competitividade e causando danos irreversíveis e graves”, disse Mike Hawes, executivo-chefe da associação automotiva britânica SMMT. Fonte: Associated Press.

AE
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade