Esporte Nacional

Vasco sai atrás, mas reage e busca empate com o Athletico-PR em São Januário

COMPARTILHE
24
Advertisement
Advertisement

O Vasco segue longe da zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, o time carioca recebeu o Athletico-PR, atual campeão da Copa do Brasil, e arrancou um empate, por 1 a 1, em São Januário, no Rio, na abertura do returno da competição. Madson abriu o placar para os paranaenses, enquanto Danilo Barcelos deixou tudo igual.

Vice do Grêmio vê 'situação controlada' no RS e prevê volta do Gauchão em julho

O vice-presidente de futebol do Grêmio, Paulo Luz, afirmou nesta terça-feira que o cenário...

'Respostas virão quando a bola rolar', diz Cazares

O meia Cazares, do Atlético Mineiro, se manifestou na noite desta terça-feira sobre a...

De olho na presidência do São Paulo, Marco Aurélio Cunha deixa cargo na CBF

De olho nas eleições para presidente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha deixou nesta...

O resultado manteve o Vasco na zona de classificação da Copa Sul-Americana, com 24 pontos. O rubro-negro paranaense, por sua vez, segue no meio da tabela, em nono, com 27.

O Athletico deixou para trás as comemorações pelo título da Copa do Brasil e mandou a campo um time com sete jogadores que entraram em campo na vitória sobre o Inter no meio de semana, por 2 a 1. O Vasco, por sua vez, pareceu querer aproveitar do cansaço do adversário e começou a partida mais adiantado. Isto fez com que o duelo ficasse aberto no início, com as duas equipes trocando ataques perigosos.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A primeira boa chance veio em finalização de Pikachu, que Santos defendeu. Os paranaenses tentaram responder com Rony, mas Fernando Miguel conseguiu espalmar. Por cima, porém, o Vasco criou a principal chance de marcar. Após cobrança de escanteio, Henriquez, livre, testou firme, mas errou o alvo por pouco.

Passado o susto, o Athletico tentou ficar com a bola no campo de ataque, mas não encontrou espaço para colocar seus atacantes de frente para o gol. Bem fechado, o Vasco começou a apostar nas bolas longas, procurando o desvio de Ribamar. Numa delas, Rossi recebeu de Talles Magno e tentou finalizar cruzado, parando em Santos.

No final do primeiro tempo, o Athletico voltou a pressionar, chegou com perigo duas vezes, mas sem finalizar contra o gol de Fernando Miguel.

A etapa final também começou quente, mas, desta vez, com gol. Logo aos dois minutos, depois de cobrança de falta, Madson dividiu com Fernando Miguel, mas desviou de cabeça para o fundo das redes. O árbitro Anderson Daronco chegou a consultar o monitor do VAR (árbitro de vídeo), mas confirmou o gol.

Advertisement

O Vasco foi obrigado a se lançar ao ataque e deu espaços para o time paranaense contra-atacar. Léo Citaddini, Marco Ruben e Rony tiveram espaço para finalizar, mas perderam oportunidade.

Sem a mesma inspiração, os cruzmaltinos chegaram ao ataque apenas em jogadas de bola parada. Numa delas, Ribamar ficou com a sobra, mas parou em Santos. Em outra cobrança de falta, Daronco viu toque de mão no desvio da barreira e marcou pênalti depois de consultar o monitor do VAR. Aos 23 minutos, Danilo Barcelos foi para a bola e marcou. Santos chegou a tocar na bola, mas não teve forças para tirar do canto.

O empate mudou o clima da partida e trouxe o Vasco de volta para o jogo. Comandado pelos meninos Talles e Marrony, que veio do banco de reservas, o time carioca ficou mais tempo no campo de ataque e passou a criar. Cada atacante teve uma oportunidade. O primeiro arriscou de fora da área e obrigou Santos a trabalhar. O segundo, após cobrança de escanteio, perdeu chance sem goleiro em desvio desequilibrado.

O Vasco até chegou a virar o placar, aos 40 minutos, com Raul completando uma bola para as redes após confusão dentro da área. A arbitragem, no entanto, invalidou o lance marcando falta de Henriquez em cima do goleiro do Athletico-PR.

Na base do abafa, o Vasco tentou chegar ao segundo gol. No último minuto, Clayton apareceu no segundo pau para desviar cruzamento, mas errou a finalização, mesmo com Santos batido.

O Athletico volta a jogar na quinta-feira contra o Fortaleza, às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela próxima rodada do Brasileirão. O Vasco ganha uma folga maior e joga apenas no domingo contra o Corinthians, às 11 horas, em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 1 ATHLETICO-PR

VASCO – Fernando Miguel; Yago Pikachu, Leandro Castan, Henríquez e Danilo Barcelos; Richard, Raul e Marcos Júnior (Andrey); Rossi (Marrony), Ribamar (Clayton) e Talles Magno. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

ATHLETICO-PR – Santos; Madson, Pedro Henrique (Lucas Halter), Léo Pereira e Abner Vinícius; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini (Everton Felipe); Braian Romero, Marco Ruben (Thonny Anderson) e Rony. Técnico: Tiago Nunes

GOLS – Madson, aos 2, e Danilo Barcelo, aos 23 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Anderson Daronco (RS).

CARTÕES AMARELOS – Pikachu, Richard e Henríquez (Vasco); Léo Pereira, Wellington e Rony (Athletico-PR).

PÚBLICO – 16.529 torcedores.

RENDA – R$ 600.922,00.

LOCAL – Estádio São Januário, no Rio.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.