Internacional

Suspeito de matar Rafic Hariri é acusado de tomar parte em três ataques

COMPARTILHE
7

O Tribunal Especial da ONU para o Líbano anunciou nesta segunda-feira, dia 16, ter indiciado um membro do grupo xiita Hezbollah – acusado de ter participado, em 2005, do assassinato do premiê libanês, Rafic Hariri – por outros três ataques contra políticos. Salim Jamil Ayyash, de 55 anos, que está em liberdade, foi acusado de atentados contra Marwan Hamadé, Georges Haoui e Elias Murr, em 2004 e 2005. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ex-conselheiro de Trump John Bolton é envolvido no impeachment

O inquérito que pode levar ao impeachment do presidente Donald Trump aberto pela Câmara...

Negociadores do Reino Unido e da UE avançam em acordo para o Brexit

Negociadores britânicos e europeus avançaram nesta terça-feira, 15, para apresentar um novo acordo para...

Ato em defesa de líderes catalães paralisa Barcelona

Milhares de pessoas ocuparam nesta segunda-feira, 14, o Aeroporto de El Prat, em Barcelona,...

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Continua depois da publicidade