Internacional

Suspeito de matar Rafic Hariri é acusado de tomar parte em três ataques

COMPARTILHE
16
Advertisement
Advertisement

O Tribunal Especial da ONU para o Líbano anunciou nesta segunda-feira, dia 16, ter indiciado um membro do grupo xiita Hezbollah – acusado de ter participado, em 2005, do assassinato do premiê libanês, Rafic Hariri – por outros três ataques contra políticos. Salim Jamil Ayyash, de 55 anos, que está em liberdade, foi acusado de atentados contra Marwan Hamadé, Georges Haoui e Elias Murr, em 2004 e 2005. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Hackers chineses e iranianos atacaram campanhas de Biden e Trump, diz Google

Hackers apoiados pelo governo da China atacaram funcionários da campanha do candidato democrata à...

Trump: China tem mantido acordo comercial, comprando muitas coisas de nós

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a criticar a China, durante evento...

Trump: Se UE mantiver tarifa sobre nossa pesca comercial, tarifaremos carros

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou nesta sexta-feira, 5, impor tarifas sobre...

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.