Economia

Presidente da Petrobras não deve mexer no preço do combustível, diz Bolsonaro

COMPARTILHE
17
Advertisement
Advertisement

O presidente Jair Bolsonaro confirmou na noite desta segunda-feira, 16, que a Petrobras vai segurar o preço da gasolina, apesar da disparada no valor do petróleo após os ataques a refinarias na Arábia Saudita, ocorridos no fim de semana. Bolsonaro afirmou, em entrevista à RecordTV, que conversou sobre o assunto com o presidente da estatal, Roberto Castello Branco.

Correção: Mudanças no cheque especial podem reduzir despesas com juros

ATT srs assinantes:A nota publicada anteriormente informou incorretamente no terceiro parágrafo o significado da...

Bolsa fecha em alta de 0,89%, aos 93.828,61 pontos, o quinto ganho consecutivo

Pela primeira vez no ano, o Ibovespa conseguiu emendar nesta quinta-feira, 4, a quinta...

Dólar tem dia de realização e sobe a R$ 5,13 após cair 5,5% em dois dias

Após cair 5,5% em dois dias, o dólar teve um dia volátil hoje, mas...

Bolsonaro disse que a tendência natural seria seguir o preço internacional, que “viria para a refinaria, para a bomba no final das contas”. “O governo federal já zerou seu imposto federal, que é a Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico). Não podemos exigir nada dos governadores no tocante a ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)“, disse o presidente. “Mas, o que acontece… Conversei com o presidente da Petrobras e ele disse que, como é algo atípico e tem um fim para acabar, ele não deve mexer no preço do combustível”, declarou Bolsonaro.

Daniel Galvão
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.