Segurança

Jogador de basquete é morto com 30 facadas por casal de adolescentes

COMPARTILHE
Foto: Thiago Ariosi/TV TEM/Arquivo Pessoal
3173

Morreu na madrugada desta segunda-feira (16), o jogador de basquete de 18 anos que foi atraído para uma emboscada e agredido com 30 facadas por um casal de adolescentes. O caso aconteceu no sábado (14), em Piedade, cidade do interior de São Paulo. Samuel Rodrigues de Carvalho Campos, que também teve parte do corpo queimada pelos agressores, estava internado no Hospital Regional de Sorocaba (SP).

Lavrador é atingido por golpes de punhal na varanda de casa em distrito de Mimoso do Sul

Um lavrador de 51 anos foi atingido por golpes de punhal, na tarde desta...

Três hectares de florestas são queimados em incêndio no Alto da Serra de Alegre

Um incêndio de grandes proporções queimou aproximadamente três hectares de florestas em Alegre. O...

Motorista morre ao cair em ribanceira em rodovia próximo a Brejetuba

Um acidente deixou uma vítima fatal na madrugada deste sábado (19) na Rodovia Antônio...

O crime brutal chocou os moradores da cidade, onde Samuel integrava uma equipe local de basquete. Segundo a família, o rapaz era sondado por equipes profissionais. A mãe do jovem, Andrea Carvalho Campos, que estava no hospital quando o filho morreu, fez um apelo por justiça.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações indicam que Samuel teria saído algumas vezes com uma garota de 17 anos, o que provocou ciúme no namorado dela, de 15, que decidiu se vingar. Ele convenceu a jovem a atrair o atleta para um parque municipal, onde o rapaz foi surpreendido pelo agressor, que o atingiu com uma faca. Uma das facadas perfurou o pulmão da vítima. O casal, que teria sido ajudado por um terceiro adolescente, ainda ateou fogo ao corpo do jovem.

Continua depois da publicidade

Samuel foi socorrido pela Guarda Civil Municipal, passou pela Santa Casa de Piedade e foi transferido para o hospital de Sorocaba, em estado grave. A morte, em decorrência dos ferimentos, foi confirmada às 4h30 desta segunda.

O casal de adolescentes foi preso pela Polícia Militar logo após o crime, ainda no parque. O rapaz alegou inicialmente que sua namorada havia sido vítima de tentativa de estupro, mas depois admitiu os motivos reais do crime. Ele e a jovem foram levados para a Fundação Casa.

A polícia investiga a participação de um terceiro adolescente no crime. Uma mochila com um isqueiro e duas facas encontradas no local do ataque foi levada para perícia.

José Maria Tomazela
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade