Internacional

Ataque de drone atinge maior campo de processamento de petróleo da Arábia Saudita

COMPARTILHE
10

Um ataque de drones atingiu a maior instalação de processamento de petróleo do mundo na Arábia Saudita, na madrugada deste sábado, 14. De acordo com o Ministério do Interior saudita, além da instalação, um campo de petróleo em atividade também foi atingido.

Trudeau é reeleito no Canadá, mas não deve ter maioria no Parlamento

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, garantiu a reeleição ao cargo nesta terça-feira, 22....

Trump está preparado para ação militar contra Turquia se preciso, diz Pompeo

O Secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmou que o presidente Donald Trump está...

Netanyahu não consegue formar novo governo em Israel

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, renunciou, nesta segunda-feira, 21, à tarefa de formar...

As duas instalações eram operadas pela Saudi Aramco, empresa estatal saudita, uma das gigantes da indústria do petróleo, nas cidades de Buqyaq e Khurais. Não ficou claro se houve feridos nos ataques, nem que efeito isso terá na produção de petróleo do país.

As autoridades sauditas não apontaram responsáveis pelos ataques até o momento. Embora nenhum grupo tenha reivindicado os ataques, as suspeitas caíram sobre os rebeldes houthis do Iêmen.

Continua depois da publicidade

Desde 2015, uma coalizão liderada pela Arábia Saudita luta contra o grupo rebelde. Os houthis, apoiados pelo Irã, mantêm a capital do Iêmen, Sanaa, e outros territórios no país mais pobre do mundo árabe. O grupo já utilizou drones em outros ataques.

Vídeos online que mostram a situação nas instalações em Buqyaq, registraram o som de tiros ao fundo e chamas saindo da instalação de processamento de petróleo.

O ataque também provavelmente aumentará as tensões em todo o Golfo Pérsico, em meio a um confronto entre os EUA e o Irã por causa de seu acordo nuclear com as potências mundiais.

Alvo valioso

A Saudi Aramco descreve sua instalação de processamento de petróleo Abqaiq, em Buqyaq – distante cerca de 330 quilômetros da capital saudita, Riad – como a maior instalação de estabilização de petróleo bruto do mundo. O centro de processamento transforma petróleo cru em petróleo refinado e transporta-o para pontos de transbordo no Golfo Pérsico e no Mar Vermelho.

Estimativas sugerem que o campo atingido pode processar até 7 milhões de barris de petróleo por dia.

A instalação já havia sido alvo de ataques no passado. Atentados suicidas alegados pela Al Qaeda tentaram, mas falharam, em atacar o complexo petrolífero em fevereiro de 2006.

Não houve impacto imediato nos preços globais do petróleo, uma vez que os mercados foram fechados no fim de semana em todo o mundo. O petróleo Brent de referência estava sendo negociado a pouco mais de US $ 60 por barril.

AP
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade