Segurança

Secretária de Educação de Piúma é presa suspeita de vender certificados falsos de cursos de extensão

COMPARTILHE
2650

Três pessoas foram presas em flagrante, na tarde desta terça-feira (13), em Piúma, suspeitas de vender de certificados falsos de cursos de extensão. Entre elas, está a secretária municipal de Educação, Isabel Fernanda Scherrer, proprietária do Viva Instituto de Pesquisa e Cursos Educacionais. O marido dela e uma funcionária também foram presos. A investigação partiu do Ministério Público de Anchieta.

Criminosos em moto realizam assaltos em série contra pedestres em Cachoeiro

Várias pessoas foram vítimas de assalto à mão armada na tarde desta quinta-feira (22),...

Drogas e dinheiro apreendidos e três pessoas presas durante operação em Presidente Kennedy

Uma operação conjunta entres as polícias Civil e Militar e a Guarda Civil Municipal...

Jovem de 19 anos que dirigia embriagado e sem habilitação é detido em Cachoeiro

Um jovem de 19 anos foi detido na madrugada de hoje (22), em Cachoeiro...

O delegado David Santana Gomes prendeu os suspeitos no momento em que faziam a entrega de um certificado falso para uma mulher, que teria comprado o documento por telefone pouco antes da entrega.

O MP já investigava a empresa há cerca de três anos e solicitou ao titular da delegacia de Piúma, o cumprimento da prisão em flagrante no momento da entrega do certificado. A encomenda foi feita, segundo a polícia, cerca de uma hora antes da entrega.

Continua depois da publicidade

A mulher pagou R$ 150 pelo certificado via depósito bancário. A declaração de conclusão afirmava que a contratante havia cumprido 200 horas de um curso, não revelado a especificação. O processo corre em segredo de justiça.

A reportagem do AQUINOTICIAS.COM tentou falar na manhã desta quarta-feira (14) com a assessora de comunicação da prefeitura, Adriana Buzzulini, que estava em reunião e, por tanto, não obtivemos nota sobre o caso.

Com colaboração, Espírito Santo Notícias

 

Publicidade