Política Regional

Projeto que propõe CPF como documento único para atendimento no serviço público avança na Câmara

COMPARTILHE
136
Advertisement
Advertisement

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) aprovou ontem o projeto de lei 1.422/2019, de autoria do deputado federal Felipe Rigoni (PSB). O texto determina que o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) seja suficiente para atendimento em todas as esferas do poder público. Com a aprovação na CCJC, o projeto segue para votação no plenário da Câmara.

Continua depois da publicidade

Protocolado em março deste ano, a proposta amplia o alcance do decreto 9.723/2019, passando a valer também no serviço público municipal, distrital e estadual. Para Rigoni, a iniciativa dá um salto de qualidade na gestão pública, desburocratiza a vida dos cidadãos brasileiros e traz mais agilidade ao atendimento.

“O País discute há décadas a criação de um documento de identificação que possa substituir as dezenas de registros atuais, como CNH, Carteira de Trabalho, CadÚnico e RG. A transformação digital tornará o setor público mais eficiente. A desburocratização gera economia, além de combater a corrupção, evitando o favorecimento pessoal e as fraudes”, enfatiza.

O parlamentar cita o exemplo da Índia, que criou um documento único para mais de um bilhão de cidadãos em apenas cinco anos. “Nós devemos ser mais ágeis”, argumenta Rigoni.

Continua depois da publicidade

Além de simplificar a vida dos brasileiros, a modernização da gestão pública contribuirá para a melhoria do ambiente de negócios no Brasil, de acordo com o parlamentar.

“Dados do Doing Business colocam o Brasil na posição 125 entre 190 países, atrás de nações em desenvolvimento e vizinhos da América do Sul. Alguns números são absurdos, como as 1.958 horas que as empresas gastam para pagamentos de impostos todos os anos”, detalha o parlamentar capixaba.

“Se desejamos uma economia forte e desenvolvida, que irradie oportunidades para nossos jovens, precisamos de um País capaz de estimular e atrair novos investimentos. Um Brasil desburocratizado, com serviços públicos eficientes e qualidade de vida para sua população”, reforça Rigoni

Advertisement
Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.