Segurança

PRF apreende toneladas de maconha em carreta que viria para o Espírito Santo

COMPARTILHE
6391

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu neste sábado (3) um caminhoneiro de 38 anos, no Rio de Janeiro, transportando toneladas de maconha sob uma carga de ração para cavalo. A droga tinha como destino o Espírito Santo.

Após sofrer ameaça, homem atira em traficante dentro de bar em Cachoeiro

A Polícia Militar prendeu na manhã deste sábado (21) um homem, de 44 anos,...

Suspeito de tráfico de drogas em zona rural de Alegre é preso pela PM

A Polícia Militar deteve na noite deste sábado (21) um homem de 21 anos...

Adolescente é apreendido com pedras de crack em Marataízes

Um adolescente de 16 anos foi apreendido na tarde deste sábado (21) por suspeita...

Por volta das 17h40, durante fiscalização de rotina, equipe da 7ª DEL PRF, observou uma carreta com placas do Espírito Santo em mau estado de conservação, sendo abordada pelos agentes no km 287 da Dutra, sentido RJ, em Floriano, Barra Mansa. Além de irregularidades do mau estado de conservação, o condutor estava com a CNH suspensa. Devido a estes problemas, a carreta foi encaminhada junto com o motorista para o pátio do Posto PRF de Floriano.

Como o motorista apresentava nervosismo e informações desconexas, os policiais intensificaram a fiscalização do veículo, contando com o apoio da Receita Federal foi verificado que as notas fiscais apresentavam inconsistências, havendo a suspeita de que poderia estar transportando algo ilícito.

Continua depois da publicidade

Diante dos fatos e com apoio do Grupo de Motociclistas Regionais (GMR), que estavam reforçando a Operação Temática de Fiscalização de Motocicletas, foi realizada revista na carga, encontrando sob os sacos de ração grande quantidade de maconha, estimando haver cerca de 4 a 5 toneladas da droga.

Foi dada voz de prisão ao indivíduo, por tráfico de drogas. O caminhoneiro alegou que a droga era do seu patrão, que estava no Espírito Santo e que receberia 5 mil reais para fazer o transporte. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal.

Publicidade