Espírito Santo

Pela primeira vez, Cosud reúne os sete governadores das regiões Sul e Sudeste

COMPARTILHE
67

O Palácio Anchieta, sede do Governo do Estado do Espírito Santo, recebeu, neste sábado (24), o 4º Encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud). O evento teve como tema central Gás e Infraestrutura, mas na abertura do encontro, a questão ambiental tomou conta dos discursos dos governadores presentes. Os incêndios na Amazônia marcaram as falas dos gestores que compuseram a mesa.

Balanças da BR-101 no ES vão funcionar em até 120 dias, diz ANTT

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) se comprometeu em colocar as balanças de...

Consumidor poderá renegociar dívidas bancárias pela internet até o dia 30 de setembro

Por meio do site ou do aplicativo consumidor.gov.br os consumidores poderão renegociar dívidas bancárias...

Juiz de Venda Nova condena Estado a indenizar homem processado por engano

O Estado do Espírito Santo foi condenado a pagar mais de R$ 20 mil...

Além do governador Renato Casagrande, participaram do Cosud, em Vitória, os governadores do Rio de Janeiro, Wilson Witzel; de São Paulo, João Doria; de Minas Gerais, Romeu Zema; do Paraná, Ratinho Júnior; de Santa Catarina, Carlos Moisés; e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Integrantes das equipes de Governo do Espírito Santo e dos demais estados também estiveram no encontro.Depois das boas-vindas, os governadores se reuniram para redigir a Carta de Vitória, que foi divulgada no início da tarde. Entre as principais deliberações contidas no documento, os gestores reafirmam o apoio às reformas estruturais em curso no plano federal e às medidas econômicas essenciais ao equilíbrio fiscal da União, dos estados e dos municípios. O objetivo desse apoio é a retomada do crescimento econômico e da geração de empregos em bases sustentáveis, regionalmente equilibradas, social e ambientalmente justas.

À tarde, os grupos temáticos do Cosud se reuniram para elaborar estratégias de ações conjuntas. Os grupos foram ampliados, aumentando o protagonismo de algumas áreas. Em vez de dez, agora são 12 assuntos. Fazenda e Planejamento, que antes faziam parte do mesmo grupo temático, agora serão discutidos separadamente, assim como Segurança e Administração Penitenciária. A separação foi feita a pedido dos gestores participantes do Consórcio, para que as questões dessas áreas possam ser analisadas de forma mais específica.

Continua depois da publicidade

As deliberações de cada grupo foram apresentadas em um encontro final, quando os governadores fizeram as avaliações do encontro. O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, destacou a qualidade dos debates e chamou atenção para o fato de ser o primeiro Cosud com a presença dos sete chefes dos executivos estaduais das duas regiões.

Já o governador de São Paulo, João Doria, destacou a evolução dos debates ao longo dos quatro encontros do Consórcio e as formas objetivas que os assuntos estão sendo tratados.

O governador Renato Casagrande finalizou o evento, agradecendo as presenças dos sete governadores e suas equipes e destacou a necessidade de as tomadas de decisões serem ágeis para acompanhar as demandas sociais.

“O objetivo aqui é de fato a integração, é estabelecer uma meta de resultados. A população tem muita pressa e não podemos estar na velocidade da gestão pública, temos que aumentar a velocidade. Tem a questão da governança, o consórcio é uma novidade, mas vai ter uma governança, é um passo a mais”, disse.

Casagrande lembrou que a pauta política é importante, mas é preciso ir além das estratégias a serem apresentadas. “Só o encontro dos govenadores já provoca um efeito político importante. O tema ambiental, que foi tratado aqui, foi o que mais chamou atenção, mas é preciso mostrar os resultados da nossa ação”, afirmou Casagrande.

O próximo encontro do Cosud acontece nos dias 18 e 19 de outubro em Santa Catarina.

Publicidade