Cidades

BRK vai investir mais de R$ 30 milhões na modernização e ampliação do seu sistema em Cachoeiro

COMPARTILHE
61

O trabalho desenvolvido pela BRK Ambiental em Cachoeiro de Itapemirim foi apresentado para a Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) na terça-feira, em Vitória. A apresentação, a convite do presidente da comissão, deputado Doutor Hércules, foi feita pelo diretor da concessionária de água e esgoto, Bruno Ravaglia.

Festival de música, gastronomia e cerveja artesanal vai movimentar São José do Calçado

São José do Calçado se prepara para receber um grande festival de música, gastronomia...

Tamanduá-mirim é resgatado pela PM Ambiental perto de forno de metalúrgica em Cachoeiro

Os funcionários de uma metalúrgica, no distrito industrial de São Joaquim, em Cachoeiro, receberam...

Biblioteca Municipal de Anchieta promove atividades para comemorar Semana do Folclore  

Ao longo desta semana, a Biblioteca Municipal de Anchieta, Professor José de Anchieta, irá...

O diretor destacou que o saneamento, que é um fator transformador e tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas, vem ganhando um maior destaque no Brasil e no Espírito Santo. Apesar da maioria dos municípios, segundo Bruno Ravaglia, não estar fazendo o seu dever de casa, que prevê a elaboração de Plano Municipal de Saneamento Básico (Lei nº 11.445/2007, a Lei de Saneamento), alguns passos importantes vêm sendo dados além de Cachoeiro no Espírito Santo, que foi um dos primeiros do Brasil a firmar parceria com a iniciativa privada.

Ele enfatizou que as cidades de Vila Velha e de Serra, na Grande Vitória, para avançar nos serviços de esgotamento sanitário, firmaram Parcerias Público-Privado (PPP) nos últimos anos. Em Cachoeiro, a concessão de água e esgoto pelo poder público à iniciativa privada aconteceu em 1998. Passados 21 anos, na área urbana, mais de 99% da população é abastecida com água de qualidade e mais de 98% dos esgotos são coletados e tratados.

Continua depois da publicidade

No início da concessão, Cachoeiro tinha menos de 5% do esgoto tratado. Hoje, são tratados por dia mais de 21 milhões de litros de esgoto, pelas 11 Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) da BRK Ambiental. Sem o tratamento, esse montante iria “in natura” para o rio Itapemirim.

Destaque

Outro destaque de Cachoeiro está na reservação de água: o município possui 20 milhões de litros de água tratada reservada, o que dá maior segurança operacional para o sistema. Os investimentos nos serviços de água e esgoto ao longo desse período totalizaram mais de R$ 222 milhões.

No desafio de universalizar os serviços de saneamento, a BRK Ambiental está com um novo ciclo de investimentos (2018-2022) em andamento. “Ao todo, serão empregados mais R$ 30 milhões na modernização e ampliação do Sistema de Abastecimento de Água e do Sistema de Esgotamento Sanitário do município, distribuídos em todos os bairros e municípios”, afirma o diretor Bruno Ravaglia.

Há ainda mais R$ 2,4 milhões de investimentos, definidos pelo 11º Termo de Aditivo firmado em maio deste ano, entre a Prefeitura de Cachoeiro e a concessionária, para a construção de redes de água para as localidades de Quilômetro Nove, Timbó, Monte Líbano, Morro Grande, Tijuca (Retiro), Alto Gironda e Safra que estão sofrendo com a estiagem prolongada.

Publicidade