Geral

PRF prende estudantes de medicina com quase 2 mil medicamentos irregulares no PR

COMPARTILHE
330

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na tarde deste sábado, 17, na BR-277 em Cascavel, na região oeste do Paraná, 1.912 unidades de medicamentos importados ilegalmente do Paraguai – entre eles esteroides anabolizantes, abortivos e estimulantes sexuais.

‘IPCC da Amazônia’ vai mapear riscos da floresta

A crise ambiental da Amazônia, que ganhou o foco das atenções mundiais nas últimas...

Defensoria e OAB criticam política de segurança do Rio após morte de criança

A morte da menina Ágatha Félix, 8, baleada na madrugada deste sábado durante...

STJ autoriza acréscimo de sobrenome do cônjuge após casamento

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta semana autorizar uma mulher a acrescentar...

Os agentes prenderam em flagrante os dois ocupantes do carro, um homem de 28 anos e uma mulher de 39 que são estudantes de medicina no Paraguai. Eles entregariam a carga ilícita em Maringá (PR).

Durante a abordagem, os policiais rodoviários federais perceberam o nervosismo dos estudantes e então fizeram uma fiscalização no veículo. Os medicamentos foram encontrados dentro das quatro portas e do encosto dos dois bancos dianteiros do carro, um Kia Sorento.

Continua depois da publicidade

Os agentes encontraram ainda um outro pacote com cerca de 1 quilo de outra substância em pó, mas não conseguiram identificá-la no local da abordagem. De acordo com os presos, trata-se de enantato de testosterona, um tipo de anabolizante.

Segundo a PRF, os dois estudantes vão responder pelo crime de importar ilegalmente produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais, previsto no artigo 273 do Código Penal. A pena varia de dez a 15 anos de prisão. Eles também responderão por tráfico de drogas, cuja pena vai de cinco a 15 anos.

Na última sexta-feira, 16, outra equipe da PRF prendeu um homem com 1,2 mil anabolizantes, em Laranjeiras do Sul (PR).

Fausto Macedo
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade