Geral

Taxista encontra US$ 18 mil e devolve dinheiro aos donos

COMPARTILHE
102
Advertisement
Advertisement

O motorista Rafael Carneiro de Araújo, do aplicativo do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditaxi), devolveu US$ 18 mil, o equivalente a R$ 72 mil, esquecidos por passageiros no táxi que ele dirigia em Fortaleza. Carneiro informou ao Sinditaxi que os clientes embarcaram em seu carro no Aeroporto Internacional Pinto Martins e seguiram para um hotel na Praia de Iracema.

PF e controladoria descobrem propinas de R$ 446 mil a servidores da saúde no Acre

A Controladoria-Geral da União (CGU), com o apoio da Polícia Federal, realizou nesta sexta-feira,...

MPF: omissão intencional de autoridades gerou enorme aumento de danos ambientais

A Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal divulgou nota...

Estudo no Reino Unido não viu benefício em hidroxicloroquina na covid-19

Cientista-chefe da Organização Mundial de Saúde (OMS), Soumya Swaminathan informou nesta sexta-feira, 5, durante...

Araújo foi alertado por outra passageira, em uma corrida posterior, que tinha uma bolsa no banco de trás.

“Eram três passageiros. Eles achavam que eu não falava inglês e, na conversa durante a corrida, eles falaram que estavam com a quantia de US$ 18 mil, que iam fazer investimento em Fortaleza”, afirmou o taxista.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Araújo relatou que ficou com medo ao saber que estava transportando tanto dinheiro.

“Fiquei preocupado, mas fiz meu trabalho. Fiquei calado e os deixei no local”, disse.

Ao reconhecer a bolsa, o taxista voltou para o hotel na Praia de Iracema, onde foi informado pela recepção que o trio tinha voltado ao aeroporto. O motorista, então, dirigiu-se ao aeroporto e devolveu a bolsa com o dinheiro aos seus donos.

Recompensa

Advertisement

Os turistas agradeceram e ofereceram uma recompensa de R$ 50, mas Araújo não aceitou.

“Só quem sabia do dinheiro era eu. Entreguei a mochila ao devido dono. Eles quiseram me dar R$ 50. Insistiram para aceitar e pediram meu cartão. Eu não aceitei, e eles jogaram o dinheiro no meu táxi”, disse o motorista.

Após a ação, Rafael Carneiro foi homenageado no Sinditaxi.

“Teve gente que me disse: ‘Tu é muito besta. Dava ao todo R$ 72 mil. Eu tinha era fugido do Estado’. Eu sou homem de Deus e faço coisas corretas, tenho uma loja de informática, tenho família e tenho vida”, declarou o taxista.

Lauriberto Braga, especial para o jornal O Estado de S. Paulo
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.