Economia

Alta mais branda de mão de obra desacelera inflação da construção

COMPARTILHE
11
Advertisement
Advertisement

O aumento mais brando no custo da mão de obra desacelerou a inflação da construção dentro do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de agosto, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

BC quer que todos participem do PIX e que o custo seja barato, diz diretor

O diretor de Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, João Manoel Pinho de...

Petrobras tem situação financeira mais segura que seus pares na AL, diz Moody's

As medidas tomadas pelas empresas de petróleo e gás da América Latina para proteger...

Balança tem superávit de US$ 1,655 bilhão na 2ª semana de julho

A balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 1,655 bilhão na segunda semana...

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-10) subiu 0,35% em agosto, após uma elevação de 1,08% registrada em julho.

O Índice que representa o custo de Materiais, Equipamentos e Serviços passou de uma alta de 0,06% em julho para um aumento de 0,24% em agosto. Os gastos com Materiais e Equipamentos avançaram 0,22% em agosto, enquanto os custos dos Serviços tiveram elevação de 0,32% no mês.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

Já o índice que representa o custo da Mão de Obra cresceu 0,44% em agosto, depois de um avanço de 1,97% em julho.

Daniela Amorim
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.