Economia

Alta mais branda de mão de obra desacelera inflação da construção

COMPARTILHE
9

O aumento mais brando no custo da mão de obra desacelerou a inflação da construção dentro do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de agosto, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Ibovespa perde fôlego no fim do pregão, mas fecha em alta com Petrobras

Em meio ao dia positivo em Wall Street e à alta expressiva das ações...

Alcolumbre tenta derrubar investida para alterar projeto da cessão onerosa

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tenta derrubar as tentativas de alterar o...

Aneel nega pedido de revisão tarifária extraordinária da Energisa Eletroacre

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou, por unanimidade, o pedido...

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-10) subiu 0,35% em agosto, após uma elevação de 1,08% registrada em julho.

O Índice que representa o custo de Materiais, Equipamentos e Serviços passou de uma alta de 0,06% em julho para um aumento de 0,24% em agosto. Os gastos com Materiais e Equipamentos avançaram 0,22% em agosto, enquanto os custos dos Serviços tiveram elevação de 0,32% no mês.

Continua depois da publicidade

Já o índice que representa o custo da Mão de Obra cresceu 0,44% em agosto, depois de um avanço de 1,97% em julho.

Daniela Amorim
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade