Esporte Nacional

Doria diz ter 'entendimento' com a F-1 para renovar contrato de São Paulo

COMPARTILHE
13

O governador de São Paulo, João Doria, voltou a exibir confiança na permanência do GP do Brasil de Fórmula 1 na capital paulista para além do próximo ano. Nesta quarta-feira, ele afirmou que chegou a um “entendimento” com os donos da categoria para renovar o contrato com a cidade, que sofre a concorrência do Rio de Janeiro.

Cássio nega atrito entre elenco e Carille: 'Não vejo ninguém incomodado'

Um dos líderes do elenco do Corinthians, o goleiro Cássio negou qualquer tipo de...

Itália goleia Liechtenstein por 5 a 0 e segue 100% nas Eliminatórias da Eurocopa

A seleção da Itália manteve os 100% de aproveitamento nas Eliminatórias da Eurocopa de...

Espanha empata nos acréscimos com a Suécia e garante vaga na Eurocopa de 2020

Graças a um gol marcado pelo atacante Rodrigo nos acréscimos do segundo tempo, aos...

“A Fórmula 1 não vai sair de São Paulo. Fiquem certos de que vai continuar aqui. Houve muita vontade do Rio de levar a F-1, mas de São Paulo ela não vai sair. Não vamos permitir que a F-1 saia. Já fizemos os entendimentos com a Liberty para que a F-1 continue aqui em São Paulo”, declarou Doria (PSDB), sem entrar em detalhes sobre a negociação.

A capital paulista tem contrato com a principal categoria do automobilismo mundial até 2020 e tenta renovar o vínculo por mais dez anos. Mas enfrenta a concorrência de um projeto do Rio de Janeiro para realizar a corrida num futuro autódromo no bairro de Deodoro.

Continua depois da publicidade

As duas cidades negociam com a Liberty Media, grupo norte-americano que é proprietário da F-1. Nos últimos meses, o chefão da categoria, Chase Carey, esteve no Brasil para reuniões com os dois grupos nos últimos meses. E ambos os lados garantem estar próximos de um acerto.

No caso de São Paulo, as negociações são para renovar o contrato por mais dez anos, a partir de 2021. A cidade, contudo, enfrenta um duro obstáculo: não paga a taxa do promotor desde 2017. O valor se aproxima de US$ 30 milhões (cerca de R$ 120 milhões). Por outro lado, a proposta do Rio para retomar a categoria inclui o pagamento desta taxa anual. Além disso, conta com o apoio formal do presidente Jair Bolsonaro.

Questionada pelo Estado recentemente, a Fórmula 1 disse que não comenta negociações em curso e afirmou que os contratos são protegidos por cláusulas de confidencialidade. Também em contato com a reportagem, a Prefeitura de São Paulo afirmou que espera por uma definição até novembro.

KART – Doria fez as declarações no Palácio dos Bandeirantes durante evento em que anunciou o Mundial de Kart na cidade de Birigui, no interior de São Paulo, em outubro. A importante competição do kartismo será realizada no Speed Park.

“Fico feliz em anunciar que São Paulo será sede do primeiro Mundial de Kart no Brasil. A competição irá ocorrer no Speed Park, em Birigui. Nosso Estado, que conta com uma longa tradição no automobilismo, merece um evento dessa dimensão”, afirmou Doria, ao lado dos pilotos Felipe Massa e Cacá Bueno. “Estou certo de que a cidade de Birigui será palco de fortes emoções com a disputa do Campeonato Mundial de Kart.”

Massa, que é presidente da Comissão de Kart da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), exaltou a realização do Mundial no Brasil. “A importância do apoio do governo é sensacional porque ajuda a criar os nossos pilotos, a criar o automobilismo nacional. Tenho certeza de que será o melhor Mundial da história”, declarou o ex-piloto de Fórmula 1.

Felipe Rosa Mendes
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade