Economia

Câmara rejeita destaque sobre registro de ponto por exceção

COMPARTILHE
19
Advertisement
Advertisement

O plenário rejeitou por 304 votos contra e 124 a favor o terceiro destaque do PT à Medida Provisória da Liberdade Econômica. O partido tentou retirar do texto a possibilidade de registro de registro de ponto por exceção, ou seja, o trabalhador só tem que bater o ponto quando entrar ou sair fora de seu horário regular.

BC quer que todos participem do PIX e que o custo seja barato, diz diretor

O diretor de Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, João Manoel Pinho de...

Petrobras tem situação financeira mais segura que seus pares na AL, diz Moody's

As medidas tomadas pelas empresas de petróleo e gás da América Latina para proteger...

Balança tem superávit de US$ 1,655 bilhão na 2ª semana de julho

A balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 1,655 bilhão na segunda semana...

Está em análise agora o último destaque do PSC que retorna com a possibilidade de que, em processos de falência alcance os sócios de forma automática. Havia ainda um do Solidariedade na fila que foi retirado.

O texto-base da MP foi aprovado na terça-feira por 345 a favor e 76 contra. A medida perde a validade no dia 27 de agosto.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Camila Turtelli e Lorenna Rodrigues
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.