Economia

Câmara rejeita emenda do PDT à MP da Liberdade Econômica

COMPARTILHE
14

O plenário rejeitou a tentativa do PDT de retirar do texto da Medida Provisória da Liberdade Econômica (881) a autorização de trabalho aos domingos e feriados, uma das principais modificações reivindicadas pelos partidos de oposição nesta matéria. Foram 291 votos contra o pedido do partido.

BB passa a oferecer taxas de acordo com prazo de financiamento imobiliário

O Banco do Brasil anunciou nesta terça-feira novas taxas para financiamento imobiliário, com taxas...

Bradesco diz que pode oferecer crédito imobiliário com IPCA, mas cita riscos

O diretor executivo e de Relações com Investidores do Bradesco, Leandro Miranda, disse que...

Bolsas de NY recuam com maior cautela e aguardo por sinais do Fed em Jackson Hole

As principais bolsas de Nova York fecharam no vermelho, revertendo parcialmente as altas registradas...

Os deputados começaram a avaliar agora um destaque do PT que retira compensação do trabalho realizado no domingo ou pagamento em dobro para quem tirar folga em outro dia da semana.

Depois, há ainda três outros destaques na fila que precisam ser analisados um a um.

Continua depois da publicidade

O texto-base da MP foi aprovado por volta de 23h de terça-feira, depois de muitas negociações ao longo do dia, por 345 a favor e 76 contra. A medida perde a validade no dia 27 de agosto. Depois de encontrar resistência entre parlamentares, principalmente por causa de alterações nas regras trabalhistas, o governo e o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), relator da MP, enxugaram o texto para levá-lo a votação.

Camila Turtelli, Lorenna Rodrigues, Amanda Pupo e Mariana Haubert
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade