Cachoeiro de Itapemirim

Unimed Sul Capixaba abre cadastro de reserva para pessoas com deficiência

COMPARTILHE
235

A Unimed Sul Capixaba está com cadastro de reserva aberto para pessoas com deficiência (PCD). Há ainda vagas de emprego na área essencial, sendo duas para Enfermagem e outras duas para técnico de Enfermagem, que podem ser preenchidas por profissionais PCD ou não.

Delícias do Giro Gastronômico podem ser provadas a partir de segunda (26)

Em Cachoeiro, os apreciadores da boa comida têm compromisso marcado nos restaurantes participantes do...

Assista a edição deste sábado (24) do programa “Top Show” pelo AQUINOTICIAS.COM

O programa "Top Show", do apresentador Parraro Scherrer, deste sábado (24) está no ar....

Assista a edição deste sábado (17) do programa “Top Show” pelo AQUINOTICIAS.COM

O programa "Top Show", do apresentador Parraro Scherrer, deste sábado (17) está no ar....

A cooperativa oferece salário compatível ao mercado, além de outros benefícios como ticket-alimentação e vale-transporte, plano de saúde, plano odontológico e parcerias com empresas de diversos setores, que oferecem descontos para colaboradores da Unimed.

Os interessados podem se inscrever na seção Trabalhe Conosco, do site www.unimedsulcapixaba.com.br. O profissional PCD deve apresentar o laudo que comprove a deficiência. Para os cargos de enfermeiro e técnico de Enfermagem, são necessários curso superior ou técnico na área, respectivamente.

Continua depois da publicidade

Atualmente, dos 775 colaboradores da Unimed Sul Capixaba, 32 possuem alguma deficiência. Os profissionais atuam em áreas Administrativas, Assistenciais, de Atendimento e Serviços.

 

O que diz a legislação

A legislação brasileira estabelece que empresas com mais de cem funcionários devem preencher suas vagas com, no mínimo, cinco por cento de cargos voltados a PCDs. No Brasil, segundo dados do censo, promovido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 45 milhões de pessoas possuem alguma deficiência, o que corresponde a 24% da população.

Enquadram-se neste espectro, de acordo com o Decreto Nº 5.296/2004, portadores de deficiência física, com alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo; e deficiência auditiva, que demonstram perda bilateral, parcial ou total da audição e deficiência intelectual, caracterizada por um funcionamento intelectual significativamente inferior que a média.

Também incluem indivíduos com deficiência visual (cegueira, baixa visão ou com somatória da medida do campo visual em ambos os olhos igual ou menor que 60 graus); deficiência múltipla ou reabilitados junto ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), independente da doença de base à época da reabilitação.

Publicidade