Entretenimento

Dia mundial do Rock: o ritmo que conquistou o Mundo

COMPARTILHE
Queen Posters Collection
1583

Não foi Raul Seixas, o maluco beleza; nem Roberto Carlos, como líder da Jovem Guarda; nem foram Os Mutantes, a bordo da Tropicália; nem a galera do BRock, que deu voz ao pessoal dos anos 80; e muito menos o saudoso Chorão, que revolucionou o cenário na década de 90. A música brasileira popular conhece o rock and roll praticamente desde a sua popularização, durante o fim da década de 1950, graças ao sucesso mundial de Elvis Presley. O ritmo ganhou até um dia em sua homenagem: 13 de julho, Dia Mundial do Rock.

Personalidades lamentam a morte de Fernanda Young

A escritora e roteirista Fernanda Young morreu na madrugada deste domingo, 25, aos 49...

Morre escritora e roteirista Fernanda Young, aos 49 anos

A escritora, roteirista, apresentadora e atriz Fernanda Young morreu neste fim de semana, aos...

Fernanda Young morre aos 49 anos

A escritora e roteirista Fernanda Young morreu na madrugada deste domingo, 25. O velório...

Porém, antes de chegar ao Brasil o Rock já fazia história no mundo. Os anos 60 foram movimentados por rebeldia e transgressão. Essa fase marca a entrada no mundo do rock da banda de maior sucesso de todos os tempos: The Beatles. Os quatro jovens de Liverpool estouram nas paradas da Europa e Estados Unidos, em 1962, com a música Love me do. Os Beatles ganham o mundo e o sucesso aumentava a cada ano desta década, levando o Rock para os quatro cantos do planeta.

A década de 1960 ficou conhecida como Anos Rebeldes, graças aos grandes movimentos pacifistas e manifestações contra a Guerra do Vietnã. O rock ganha um caráter político de contestação nas letras de Bob Dylan. Outro grupo inglês começa a fazer grande sucesso: The Rolling Stones.

Continua depois da publicidade

No final da década, em 1969, o Festival de Woodstock torna-se o símbolo deste período. Sob o lema “paz e amor”, meio milhão de jovens comparecem no concerto que contou com a presença de Jimi Hendrix e Janis Joplin. Entre as bandas de rock que fizeram sucesso nesta época estão The Mamas & The Papas, Animals, The Who, Jefferson Airplane, Pink Floyd, The Beatles, Rolling Stones, The Doors.

No Brasil, o primeiro sucesso no cenário do rock brasileiro apareceu na voz de uma cantora. Celly Campello estourou nas rádios com os sucessos Banho de Lua e Estúpido Cupido, no começo da década de 1960. Em meados desta década, surge a Jovem Guarda com cantores como, por exemplo, Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa. Com letras românticas e ritmo acelerado, começa fazer sucesso entre os jovens.

Na década de 1970, surge Raul Seixas e o grupo Secos e Molhados. Na década seguinte, com temas mais urbanos e falando da vida cotidiana, surgem bandas como Ultraje a Rigor, Legião Urbana, Titãs, Barão Vermelho, Kid Abelha, Engenheiros do Hawaii, Blitz e Os Paralamas do Sucesso.

Na década de 1990, fazem sucesso no cenário do rock nacional: Raimundos, Charlie Brown Jr., Jota Quest, Pato Fu, Skank entre outros.

Rock na veia

O Rock se popularizou e para além das capitais surgiram bandas nos municípios interioranos. Em Guaçuí, no Caparaó, o ritmo faz parte da cultura da cidade. O advogado e presidente da OAB do município, Luiz Bernard Moulin, hoje é vocalista da banda Alternativa Stage, mas sua ligação com o rock começou na infância quando comprou um disco no Iron Maiden.

“Meu primeiro contato com o Rock foi nos anos 80 quanto eu tinha nove anos de idade. Naquela época, a gente escolhia os discos pela capa. Vi um disco do Iron Maiden, uma capa super moderna e chamou muita atenção. Eu e meus irmãos compramos esse disco. Fomos para casa escutar e o Iron Maiden abriu as portas”, lembra Luiz.

Aos 15 anos, ele começou a tocar e participar de bandas, primeiro no Litoral de Campos, no Rio de Janeiro, depois em Vitória e, atualmente, em Guaçuí. “Eu tenho uma banda já tem cinco anos, a Alternativa Stage, tocamos no Festival de Inverno de Guaçuí pela terceira vez. Tocamos um rock internacional clássico. Fazemos shows em todo o Sul do Estado”, além de Luiz no vocal, o grupo é composto pelos guitarristas João Paulo e Gabriel; Leonardo Freitas na bateria e o baixista Dinho.

A banda faz sucesso em vários municípios. “A nossa região tem uma apegada boa de Rock in Roll. Na região de Guaçuí, por exemplo, temos mais de 10 tipos de banda de rock. Uma cidade que tem a cultura do rock enraizada muito forte”, conta Luiz.

Publicidade