Cooperativismo

Cooperativismo e união de produtores torna Iúna referência em produção e qualidade de cafés

COMPARTILHE
66

O município de Iúna tem sua base econômica, e também social, solidificada na cafeicultura e tem tido destaque a nível de quantidade e qualidade de sua produção. Os números são reflexos de trabalho e, principalmente, do cooperativismo e associativismo entre os produtores do grão, somados às parcerias com o setor público e empresas privadas.

Enxergando melhor o futuro: projeto Vi Ver Unimed disponibiliza óculos gratuitos para alunos da rede pública

Por Ana Glaucia Chuina e Edézio Peterle “Tia, agora posso ver a lua”. O relato...

O Censo Agro 2017 classificou o município como maior produtor de café arábica do Espírito Santo. Iúna também tem alcançado notoriedade devido a qualidade de seus cafés especiais que também incluem a variedade Conilon. O cooperativismo tem caminhado junto com o desenvolvimento dessa cultura agrícola. De acordo com a Cooperativa dos Cafeicultores da Região de Lajinha (Coocafé), Iúna possui, hoje, 878 cooperados.

O secretário de Agricultura de Iúna, Robson Fardim Tristão, avalia a presença do cooperativismo no meio rural. “Ser cooperado é de extrema importância para o produtor rural. As cooperativas têm a função de unir o desenvolvimento econômico e social, produtividade, sustentabilidade e o interesse individual e coletivo. O produtor tem que estar ligado a elas tanto por escoamento de produção como para compra de insumos”, disse o secretário.

Continua depois da publicidade

A maioria das cooperativas mantém uma equipe de técnicos agrícolas, veterinários, agrônomos, que dão suporte para esses produtores na cadeia produtiva de cada setor agropecuário que o cooperado é ligado. “Essa assessoria técnica é de extrema importância principalmente para quem está iniciando algum tipo de produção”, acrescenta Robson Fardim.

O secretário lembra que na realidade de Iúna, os benefícios que as cooperativas oferecem são muitos como a assistência técnica, o beneficiamento de café, na área da agricultura; a pasteurização de leite, na bovinocultura; a embalagem de produtos, dentre outros.

“Nos últimos anos os produtores têm trabalhado e se dedicado muito e alcançado êxito na produção de cafés especiais. Cada dia que passa, eles vão se dedicando mais, vão se capacitando para estar produzindo melhor esse café de qualidade, ganhando cada vez mais destaque”, enaltece Fardim.

Todos os bons resultados e o avanço na agricultura de Iúna são frutos da união entre as entidades e o Poder Público com foco no produtor rural. “Isso encurta o caminho para todos e contribui para a capacitação de produtores, palestras e assistência técnica. Temos apoio de grandes cooperativas aqui em Iúna que sempre estão juntas com a gente pensando no melhor para o produtor rural”, considera o secretário.

Incentivo

Uma das bandeiras da Prefeitura de Iúna, por meio da secretaria de Agricultura, tem sido o apoio ao associativismo, organizando a sociedade em associações, o que já abre um caminho mais fácil para a chegada ao cooperativismo. Esse apoio tem se materializado em forma de organização civil, repasse de implementos e estrutura para os associados.

“Contemplamos nove associações com diversos equipamentos como tratores, microtratores, tanque de expansão, unidade de beneficiamento de café, salas de torras de prova e veículo. Tivemos a reorganização dos concelhos. Hoje, os equipamentos estão devidamente legalizados nas associações, trabalhando em prol da agricultura familiar, em prol do agricultor”, comenta Robson.

Publicidade