Variedades

Mudanças na Ancine: Bolsonaro diz que não assistiu 'Bruna Surfistinha'

COMPARTILHE
137
Advertisement
Advertisement

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 19, que não assistiu ao filme Bruna Surfistinha. Bolsonaro tem usado o filme, ao qual se refere como “pornográfico”, para justificar mudanças na Agência Nacional do Cinema (Ancine). “Eu não, pô. Vou perder tempo com Bruna surfistinha? Tô com 64 anos de idade. Se bem que, tenho uma filha de oito anos, sem aditivos”, disse em tom de brincadeira durante coletiva de imprensa.

Em filme, a voz política de Taylor Swift

Mesmo fãs de música menos afeitos ao pop e especialmente a Taylor Swift podem...

No livro 'Espaço para Sonhar', Lynch fala da origem de filmes nada ortodoxos

O cineasta americano David Lynch é conhecido por filmes ao mesmo tempo enigmáticos e...

'Bom Sucesso': último capítulo teve personagem de 'Salve-se Quem Puder'

A Globo promoveu uma espécie de 'crossover' entre suas novelas no último capítulo de...

Pouco antes, ele voltou a considerar a possibilidade de extinguir a Ancine, caso a agência pública não se adapte às regras impostas pela atual gestão. “Dinheiro público não vai ser usado para fazer filme pornográfico e ponto final. Acho que ninguém pode concordar com isso. A Ancine acho que é no Leblon (bairro do Rio de Janeiro)? Virão para Brasília. Aquelas noites badaladas, muita festa, vão fazer em Brasília essa festa. Estamos estudando a possibilidade, tem que ser lei, de voltar a ser agência ou quem sabe extingui-la. Deixa para a iniciativa privada fazer filme”, afirmou.

Ontem, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, negou a possibilidade de extinção da agência e disse que apenas a direção será transferida para a capital federal.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Julia Lindner
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Publicidade