Esporte Nacional

Brasileiros vão mal e ficam abaixo do 30º lugar na maratona aquática no Mundial

COMPARTILHE
22
Advertisement
Advertisement

Os representantes brasileiros ficaram distantes da briga por medalha e pela classificação aos Jogos Olímpicos de Tóquio na versão masculina da maratona aquática de 10 quilômetros no Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul. Em 33º lugar, Allan do Carmo foi o melhor representante do País na prova disputada na noite desta segunda-feira (no horário de Brasília).

Rafaela Silva é suspensa por 2 anos após ser pega no doping e vai recorrer à CAS

A Federação Internacional de Judô informou que a lutadora brasileira Rafaela Silva está suspensa...

Sob os olhares de Neymar e Mbappé em Paris, Bucks batem Hornets pela NBA

No primeiro jogo de temporada regular da história da NBA em Paris, o Milwaukee...

Em apresentação no Fluminense, Henrique se diz encantado por jogar no clube

O Fluminense apresentou nesta sexta-feira dois dos jogadores contratados pelo clube para a temporada...

O título mundial ficou com o alemão Florian Wellbrock, de apenas 21 anos, que completou a distância em 1h47min55s9. Ele ficou 0s2 à frente do francês Marc-Antoine Olivier, que em 2016 foi medalhista de prata na Olimpíada do Rio. O também alemão Rob Muffels, com 1h47min57s4, completou o pódio, em terceiro lugar.

Já os representantes brasileiros foram coadjuvantes na disputa dos 10km. Allan do Carmo garantiu a 33ª posição com uma desvantagem de 2min18s80 para o campeão mundial. Já Victor Colonese veio logo atrás, na 35ª colocação, a 0s5 do seu compatriota.

Advertisement
Advertisement
Continua depois da publicidade

Com o resultado, o Brasil poderá ter, no máximo, um representante na disputa masculina da maratona aquática. A vaga poderá ser obtida na seletiva olímpica, em 2020, ou através da cota continental.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement
Publicidade