Economia

Plenário analisa destaque que acaba com pedágio na transição

COMPARTILHE
8

O plenário da Câmara dos Deputados começou a analisar o destaque nº 44 do texto da reforma da Previdência, apresentado pelo PDT, que busca manter apenas os requisitos de idade e tempo de contribuição na reforma. A estimativa de parlamentares da base é de que o impacto dessa emenda na economia total da reforma em dez anos seja de R$ 110 bilhões.

Pressão de construtoras e pedido da Caixa adiam anúncio de saque do FGTS

A pressão da indústria da construção e o prazo curto para a Caixa preparar...

Distribuidoras poderão vender gás de cozinha diretamente ao consumidor

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nesta quinta-feira, 18,...

Onyx: anunciaremos liberação do FGTS na próxima quarta-feira, às 16h

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, confirmou que o anúncio da liberação para...

O governo tem de conseguir votos para manter o pedágio de 100% do tempo que falta para a aposentadoria, nos regimes de transição para os servidores e segurados do INSS. O destaque mantém apenas a idade mínima de 60 anos para homens e de 57 anos para mulheres.

O plenário analisará os outros seis destaques de bancada que ainda restam, um de cada vez. O texto-base da reforma da Previdência foi aprovado na quarta-feira (10), por 379 votos a 131 no plenário.

Continua depois da publicidade

Eduardo Rodrigues, Mariana Haubert e Amanda Pupo
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade