Educação

Presos do regime semi-aberto concluem cursos profissionalizantes em Piúma

COMPARTILHE
136

Na última sexta-feira (31), vinte e três reeducandos que cumprem pena em regime aberto na Comarca de Piúma receberam diploma de conclusão dos cursos de empreendedorismo, auxiliar de serviços gerais e auxiliar de logística e produção. A iniciativa faz parte do “Projeto Recomeçar”, implantado na 2ª Vara de Piúma pelo Juiz de Direito Diego Ramirez Grigio Silva e pelo Promotor de Justiça Gustavo Ribeiro Barcellar.

Oferta de vagas nas graduações a distância superou as dos cursos presenciais

Divulgado ontem (19) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)...

México oferece bolsas de estudo para brasileiros

Estudantes brasileiros podem concorrer a bolsas para estudar no México em programas de mestrado (duração de...

Primeira graduada em Relações Públicas com Down do Brasil afirma que nunca pensou em desistir

Quem soube aproveitar bem os estudos foi a mineira Luísa Camargos, 25 anos, que...

Com base nas diretrizes da Lei de Execução Penal n° 7.210/84 e na Resolução n° 96/2009 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o “Projeto Recomeçar” tem o objetivo de promover cidadania aos reeducandos, oferecendo cursos profissionalizantes, apoio psicossocial e de saúde, além de incentivar a contratação dos egressos e reeducandos em obras e serviços realizados pelo poder público.

A cerimônia de formatura, que aconteceu na APAE de Piúma, foi uma parceria entre Poder Judiciário, o Ministério Público e a Secretaria de Assistência Social de Piúma e contou com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Justiça (SEJUS) e da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (SECTI).

Continua depois da publicidade

Em seu discurso, o juiz titular da 2ª Vara de Piúma, Diego Ramirez, enfatizou a importância da conclusão dos cursos e afirmou que a conquista dos reeducandos é a “certeza de que a execução penal pode ser um instrumento significante e capaz de ressocializar e que o estudo é fundamental para a formação e desenvolvimento do caráter da pessoa”.

O promotor de Justiça Gustavo Barcellar parabenizou os reeducandos pela vitória: “Quero parabenizar todos os formandos e dizer que vocês são exemplos. Superaram dificuldades, e agora, ampliam as possibilidades de uma vida digna, que todos são merecedores. Esse é o caminho para que possamos ter uma sociedade mais pacífica e com menos violência”, afirmou.

Também estiveram presentes no evento, a representante da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Fabíola Silva Santana; a gerente de reintegração social e cidadania, Oleni da Silva Cesário; o Secretário de Assistência Social de Piúma, Janderson Mota; além dos formandos e familiares.

Publicidade