Cidades

Lei aprovada em 2018 institui o “Junho Vermelho” para incentivar doação de sangue em Cachoeiro

COMPARTILHE
150
Advertisement
Advertisement

Com o objetivo de orientar, valorizar e incentivar as pessoas para a importância da doação de sangue foi instituído em Cachoeiro de Itapemirim o “Junho Vermelho”, através da Lei nº 7.572/2018, de autoria do vereador Sílvio Coelho Neto (PRP), o “Silvinho Coelho”.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Apesar da lei ter sido sancionada em julho de 2018, a lei efetivamente terá efeito pela primeira vez este ano a promoção de ações para que todos os cidadãos e segmentos institucionais do município possam desenvolver atividades de incentivo relacionadas à doação de sangue.

O “Junho Vermelho” já acontece em vários Estados e tem como objetivo conscientizar a população para a importância da doação regular de sangue no País. “Estou sempre muito envolto na área da saúde e sei quais são as dificuldades enfrentadas em relação a doações e estoque de sangue nos hospitais, então o ‘Junho Vermelho’ visa despertar o poder público para que ações ajudem a diminuir essas dificuldades enfrentadas”, explica Silvinho.

Anualmente, no dia 14 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue, data estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A data foi criada para sensibilizar as pessoas e lembrá-las da importância desse gesto que pode salvar vidas. Dados de 2016, do Ministério da Saúde (MS), indicam que, no Brasil, 1,8% da população é doadora de sangue, índice abaixo do recomendado pela OMS.

Advertisement
Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.