Cidades

Noite de premiações na VII Mostra de Vídeos Curtas Ambiental de Guaçuí

COMPARTILHE
Divulgação PMG
214
Advertisement
Advertisement

Na noite dessa terça-feira (4), aconteceu o evento mais esperado na programação da Feira do Verde de Guaçuí, na comemoração da Semana Mundial do Meio Ambiente. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Seme), realizou a VII Mostra de Vídeos Curtas Ambiental, no Teatro Municipal Fernando Torres, que contou com a participação de alunos e educadores das escolas do município.

Continua depois da publicidade

Foram apresentados curtas-metragens idealizados e produzidos pelos alunos das escolas, abordando o tema “Coleta Seletiva”, tratando sobre o descarte correto dos resíduos recicláveis, proposto para a Feira do Verde deste ano. A Mostra contou com seis vídeos: “Lixo, problema meu?” (Escola Estadual Antônio Carneiro Ribeiro), “Diário de um planeta limpo” (Escola Municipal Deocleciano de Oliveira), “O futuro a gente limpa todo dia” (Escola Municipal Isaura Marques da Silva), “Uma chance de sobreviver” (Escola Municipal José Antônio de Carvalho), “O início de um sonho” (Escola Estadual de Tempo Integral Monsenhor Miguel de Sanctis – Escola Viva) e “Uma história de esperança” (Escola Municipal Elvira Bruzzi).

Antes da exibição, na abertura do evento, foi apresentado um breve relato sobre a história da Coleta Seletiva em Guaçuí e também o júri técnico que julgou os vídeos apresentados. Entre os jurados estava o secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fabrício Hérik Machado, que é natural de Guaçuí e vem ao município com frequência, como ele mesmo afirmou, mas dessa vez veio especialmente para a Mostra de Vídeos. “Guaçuí está muito à frente na política de resíduos e um dos pontos importantes nesse trabalho é o fortalecimento da Associação de Catadores do município”, afirmou o secretário. “E vou levar essa experiência para todo o Estado, porque Guaçuí é um exemplo que deve ser seguido”, completou.

Continua depois da publicidade

Também estavam no júri técnico, a coordenadora do Núcleo de Apoio às Políticas Municipais de Meio Ambiente da Seama, Maria Aparecida Sodré Dias – Cida; o presidente da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis do Município de Guaçuí (Asguamar), Ademir Soares da Cunha; o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Alegre, Rodrigo Vargas; a professora da Faculdade de Ciências e Educação do Caparaó (Facec), Lígia Souza Ferreira; o comandante da 4ª Companhia da Polícia Militar Ambiental, capitão Reinaldo Faria Vieira; o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Ibitirama, Aureo Ferreira da Silva, e o ambientalista e professor, João Batista de Oliveira Gomes.

Ações didáticas

O secretário municipal de Meio Ambiente, Roberto Martins, elogiou o empenho de sua equipe para a realização de mais uma Mostra e lembrou que a preparação começou no dia 2 de fevereiro, com a discussão sobre qual tema seria abordado. “Resolvemos colocar para toda população opinar e foi escolhido a Coleta Seletiva”, recordou. E falou sobre a Feira do Verde que tem focado em ações didáticas.

Advertisement
Continua depois da publicidade

“A Feira do Verde é feita para celebrar o meio ambiente, com ações didáticas, porque entendemos que só com educação mudamos comportamentos e essa mudança começa por cada um de nós – como em nosso projeto ‘Eu Reciclo’, além de um governo municipal que está fazendo muito, como o fim do lixão e a construção da Estação de Transbordo de Resíduos, que é outro exemplo para outras cidades”, destacou.

A prefeita Vera Costa enfatizou a importância das pessoas que compõem a Asguamar. Ela chamou todos os membros que estavam presentes a subirem ao palco do teatro e pediu uma salva de palmas. Foram aplaudidos de pé. “Eles participam do dia a dia de nossa cidade, realizando uma atividade muito importante para toda a comunidade”, afirmou. “E com o trabalho deles e a contribuição das pessoas que separam o lixo, conseguimos melhorar o meio ambiente e garantir renda para essas famílias”, completou, lembrando que o município paga para que os resíduos depositados na Estação de Transbordo (lixo orgânico e o reciclável que não é separado em casa) sejam transportados para Cachoeiro onde vai para o aterro sanitário. “Estamos enterrando dinheiro e, por isso, quando mais reciclamos, menos lixo mandamos para o aterro, menos gastamos, mais pessoas entram para a Asguamar e mais famílias passam a ter renda”, concluiu.

Resultados

O vencedor, como Melhor Vídeo pelo Júri Técnico, foi “O início de um sonho”, da Escola Estadual de Tempo Integral Monsenhor Miguel de Sanctis – Escola Viva – que também foi escolhido como Melhor Roteiro e Melhor Edição.

Já o vídeo “Diário de um planeta limpo”, da Escola Municipal Deocleciano de Oliveira, ficou com os troféus de Melhor Alinhamento ao Tema e Melhor Texto Original. Já a Melhor Fotografia foi para “Lixo, problema meu?”, da Escola Estadual Antônio Carneiro Ribeiro, e a Indicação Especial do Júri, ficou para o vídeo “O futuro a gente limpa todo dia”, da Escola Municipal Isaura Marques da Silva.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].