Segurança

Assassinato de irmão do ex-prefeito de Dores foi a mando do irmão e sobrinho

COMPARTILHE
12800

Investigações da Polícia Civil do Espírito Santo e também da Polícia Civil de Mato Grosso apontam que Joaquim Riva, irmão do ex-prefeito de Dores do Rio Preto, assassinado em março deste ano na localidade de Mundo Novo, no município, foi morto a mando de um irmão e sobrinho. Os suspeitos são moradores do município de Juara (a 696 km de Cuiabá).

Homicídios e outros oito crimes violentos caem no 1º semestre em todo Brasil

O número de homicídios caiu 22% em todo o país durante o primeiro semestre...

PRF apreende quase 3 toneladas de maconha em caminhão-tanque

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 2.832,7 quilos de maconha em Santa Terezinha de...

Jovem é executado a tiros em bairro de Anchieta

Um jovem identificado como Dionatan Costa Silva, de 24 anos, foi morto a tiros...

Geraldo Riva e José Henrique Riva, pai e filho, tiveram a prisão decretada e policiais civis de Juara chegaram a fazer buscas na última semana, porém, eles não foram encontrados. Executores do crime confirmaram que o valor de R$ 30 mil foi pago para o cometimento do assassinato.

O delegado de Juara, Carlos Henrique Engelmann, atuou em parceria com a Polícia Civil do Espírito Santo. Ele explicou como o interrogatório dos executores levou à identificação dos mandantes do crime.

Continua depois da publicidade

Valdeir Soares dos Santos foi preso no município de Juara. Ele teria sido contratado por por Geraldo e pelo filho dele, José Henrique. Valdeir, por sua vez, contratou os autores do assassinato.

Joaquim Riva foi sequestrado e morto com tiros na cabeça. Os autores do crime foram presos no Rio de Janeiro, durante fuga, e confirmaram a contratação do serviço por parte de Valdeir, que, por sua vez, confirmou que a ordem para matar foi feita por Geraldo e seu filho.

As investigações apontaram também que pai e filho tramaram a morte de Joaquim após ele ter feito ameaças a Carlos Henrique.

(com informações do site reportermt.com.br)

Relembre o crime

Joaquim Riva, 70 anos, foi morto a tiros na manhã do dia 9 de março, em uma estrada na localidade conhecida como Córrego dos Gomes, entre o município de Dores do Rio Preto e o distrito de Mundo Novo. O irmão da vítima, ex-prefeito da cidade, Jorge Riva, que também estava no veículo, não foi atingido pelos disparos, mas foi preso pelos criminosos no porta-malas.

De acordo com informações do radialista Claudinho, da Rádio Fama (Alegre),  no local do crime, a vítima seguia em seu carro sentido Córrego dos Gomes, quando foi fechado por outro veículo e atingido por disparos. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.  Os autores do crime fugiram do local. Nenhum pertence da vítima foi levado, inclusive o veículo permaneceu na localidade até a chegada da PM.

Viaturas da Policia Militar estiveram no local, isolaram a área e também iniciaram buscas aos suspeitos do crime pela região.  O corpo da vítima ficou caída ao lado do veículo e foi periciado pela Polícia Civil e, posteriormente, encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim

Publicidade