Economia

Comissão de Minas e Energia mantém Eletrobras no PND

COMPARTILHE
10

A Comissão de Minas e Energia manteve a vigência do Decreto 9.375/18, que incluiu a Eletrobras no Programa Nacional de Desestatização (PND), rejeitando o projeto de Decreto Legislativo apresentado pelo deputado Henrique Fontana (PT-RS) e mais 13 parlamentares de quatro partidos (PT, PSB, PDT e PSOL). A decisão deixa aberto o caminho para que o governo prossiga com o plano de deixar o controle da empresa por meio de uma capitalização em bolsa de valores, da qual não participará com objetivo de diluir sua participação.

Santander Brasil: lucro líquido gerencial é de R$ 3,635 bi no 2º tri (+20,16%)

O Santander Brasil anunciou na manhã desta terça-feira, 23, lucro líquido gerencial, que não...

Decreto cria comitê técnico para desenvolvimento do mercado de combustíveis

O Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 23, publica o Decreto 9.928/2019, que...

Governo pode elevar rentabilidade de contas do fundo

O secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, disse ontem que as mudanças no FGTS...

“A proposta buscava sustar o decreto que autoriza levantamentos e estudos para viabilizar a privatização da estatal”, informa a Comissão.

Segundo a relatora, deputada Greyce Elias (Avante-MG), o decreto não possui eficácia, pois depende da aprovação da proposta do Executivo que regulamenta a privatização da Eletrobras, que ainda tramita na Câmara. “É a regulamentação do que ainda não existe. Não se pode sustar a eficácia de uma norma que não possui este atributo”, disse.

Continua depois da publicidade

O projeto ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de seguir para o plenário.

Denise Luna
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade