Política Nacional

'Bolsonaro não entendeu que alguns quadros são suprapartidários', diz deputado

COMPARTILHE
18

O presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), afirmou neste domingo, 16, que a demissão de Joaquim Levy do BNDES joga contra os interesses do País. Embora reforce que não haverá impacto na tramitação da reforma da Previdência, Ramos afirmou que o episódio desconsidera o fato de que há quadros capazes de contribuir com qualquer governo.

TRE cancela indiciamento de 'laranjas' em MG

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) concedeu habeas corpus que cancela o...

Bolsonaro projeta sigla para acirrar polarização

Em reunião com um grupo de aliados do PSL, no Palácio do Planalto, o...

MP-RJ interpela ex-ministro sobre investigação da morte de Marielle

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) interpelou nesta terça-feira, 12,...

“O presidente Bolsonaro não entendeu que alguns quadros são suprapartidários. Eles não contribuem com um ou outro governo. Contribuem com o País”, disse Ramos ao Broadcast Político, por telefone. “É uma pena. No fim das contas, quem perde é o Brasil”, emendou.

Ramos afirmou que o Congresso seguirá trabalhando para “blindar a pauta econômica” e impedir que eventuais crises no governo Bolsonaro impactem na tramitação de projetos importantes, entre eles a reforma da Previdência.

Continua depois da publicidade

Clarissa Oliveira
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade