Economia

Maia diz que Guedes compreendeu que é melhor economia forte do que capitalização

COMPARTILHE
8

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, compreendeu que é mais importante garantir uma economia forte com a reforma da Previdência. “Acho que o ministro aprendeu ao longo dos meses que a construção de maioria depende do diálogo e aprovação depende de votos. Ele compreendeu que a capitalização só é viável com uma boa economia”, disse Maia. “Não vou dizer que (Guedes está) satisfeito, mas democracia é assim”, disse.

Vale construirá integração Centro-Oeste que será da União, diz ministro

A mineradora Vale teve todas as concessões de ferrovias renovadas, informou nesta segunda-feira, 24,...

Cavalcanti: governo vai reduzir estimativa para crescimento do PIB neste ano

O subsecretário de Política Fiscal da Secretaria de Política Econômica, Marco Cavalcanti, disse que...

Para representante do Brasil na FAO, desafio de Qu Dongyu são demandas de países

O representante permanente do Brasil na Organização das Nações Unidas para a Alimentação e...

Ainda sobre a capitalização, Maia afirmou que será possível fazer um debate “calmo” no segundo semestre. Ele citou a emenda do economista e deputado Mauro Benevides (PDT-CE). Aliado do candidato à Presidência derrotado Ciro Gomes (PDT), Benevides propõe que o regime de capitalização tenha uma camada do regime de repartição e só passe a prever a poupança individual a partir de determinado valor. “Eu vejo insegurança daqueles que não conhecem o tema”, afirmou.

Maia disse ainda que espera um “bom debate” na comissão especial depois da apresentação do texto. “O relator apresenta amanhã uma primeira proposta que vai ser discutida com calma. Vamos ter um bom debate na comissão, que foi o que eu sempre defendi, vamos ter a semana toda”, disse.

Continua depois da publicidade

O presidente da Câmara brincou que “se tivesse capacidade de responder (sobre aprovação da reforma nas duas Casas), jogaria na Mega-Sena”. “O plenário da Câmara tem condição de concluir votação no primeiro semestre legislativo. Tenho certeza que presidente Davi (do Senado, Alcolumbre) tem competência na articulação”, finalizou.

Idiana Tomazelli, Mariana Haubert e Camila Turtelli
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade