Esporte Nacional

Rival do Brasil, Bolívia corta jogador às vésperas da estreia na Copa América

COMPARTILHE
12

A seleção da Bolívia tem uma baixa para iniciar a disputa da Copa América, a partir desta sexta-feira. O atacante Rodrigo Ramallo sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo e acabou cortado do elenco nesta quarta-feira. A equipe adversária do Brasil na partida de abertura da competição já convocou como substituto o meia Ramiro Vaca, do The Strongest.

Após críticas ao gramado, Arena do Grêmio culpa clima e excesso de jogos

Após as críticas de Lionel Messi e Luis Suárez ao gramado da Arena do...

Com dois gols de pênalti, EUA batem Espanha e pegam a França no Mundial Feminino

Uma das grandes favoritas ao título, a seleção dos Estados Unidos sofreu contra a...

Com samba e pagode, Rafinha é recebido pela torcida do Flamengo na chegada ao Rio

Com samba e pagode, o lateral-direito Rafinha chegou ao Rio de Janeiro para se...

Ex-jogador do Vitória, Ramallo continua a se recuperar da lesão ainda no Brasil. Nesta quarta-feira, ele foi ao treino do time com uma bota ortopédica. O atacante de 28 anos havia sido reserva nos últimos jogos do time, como no amistoso contra a França na semana passada. Como solução à baixa repentina, o técnico Eduardo Villegas resolveu apostar no jovem Ramiro Vaca, de 19 anos.

O substituto já está no Brasil e treina junto com o time para a partida de estreia. “Estou contente por integrar o elenco, mas triste pela situação. Ninguém quer ter espaço dessa maneira. Agora vou tentar fazer tudo corretamente e me esforçar para defender meu país”, disse Vaca. Os bolivianos estão em São Paulo desde a última semana e fazem a reta final de preparação no CT da Barra Funda.

Continua depois da publicidade

A equipe tem treinado em dois períodos, com a maior parte das atividades longe da imprensa. Na tarde desta quinta-feira o elenco vai ao estádio do Morumbi, onde realiza o treino de reconhecimento do gramado e fecha a preparação para enfrentar a seleção brasileira no jogo de abertura da Copa América, na sexta, às 21h30.

Depois de enfrentar o Brasil, a Bolívia viaja diretamente para o Rio de Janeiro, onde na terça-feira joga pela segunda rodada da fase de grupos contra o Peru. O último compromisso da primeira fase será na cidade de Belo Horizonte, local do jogo contra a Venezuela.

Ciro Campos
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade