Segurança

Justiça do Rio de Janeiro autoriza liberação de 27 menores infratores

COMPARTILHE
Reprodução TV Globo
110
Advertisement
Advertisement

A Justiça do Rio autorizou a liberação de 27 menores infratores devido à superlotação de unidades do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), órgão do Estado responsável pela internação dos adolescentes apreendidos. Vinte e três deles tiveram envolvimento com o tráfico de drogas (sem uso de armas) e quatro tiveram participação em casos de furto.

Equipe da Deic de Cachoeiro detém três por receptação e recupera veículos roubados

A equipe da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic) de Cachoeiro de Itapemirim recuperou...

PC prende filha e comparsas que planejaram assassinato de idoso em Mimoso do Sul

A Polícia Civil elucidou nesta sexta-feira (3), o assassinato de um idoso de 72...

PM encontra armas em fazenda no Frade, interior de Itapemirim

Militares que faziam patrulhamento de rotina na região do Frade, zona rural de Itapemirim,...

A liberação foi autorizada na terça-feira, 11, pela Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), e atendeu a determinação do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). No mês passado, o ministro decidiu que nenhuma unidade de internação poderia exceder 119% de sua capacidade de lotação. Além do Rio de Janeiro, a determinação é válida para Bahia, Ceará e Pernambuco.

Dos 27 adolescentes que tiveram a liberdade autorizada, três são do Rio e os demais dos municípios de Nova Friburgo, Rio das Ostras, Cabo Frio e São Gonçalo. Segundo o TJ-RJ, os adolescentes do interior serão levados pelas famílias para suas cidades de origem e os juízes das Varas de Infância locais vão acompanhar a liberdade assistida. No caso do Rio, eles serão acompanhados pelos juízes das Varas de Infância da capital.

Advertisement
Continua depois da publicidade

Marcio Dolzan
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.