Economia

EUA investigam uso de notícias por gigantes

COMPARTILHE
10

Deputados republicanos e democratas sugeriram ontem que pode ser necessário alterar a legislação atual para a indústria de notícia dos EUA à medida que os congressistas iniciaram uma investigação bipartidária sobre o domínio do mercado das empresas do Vale do Silício. Em uma audiência do Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes, associações de mídia acusaram as empresas gigantes de tecnologia de colocar em risco a sobrevivência econômica da indústria de notícias, colocando conteúdo noticioso em suas plataformas sem compensação financeira.

Cavalcanti: governo vai reduzir estimativa para crescimento do PIB neste ano

O subsecretário de Política Fiscal da Secretaria de Política Econômica, Marco Cavalcanti, disse que...

Para representante do Brasil na FAO, desafio de Qu Dongyu são demandas de países

O representante permanente do Brasil na Organização das Nações Unidas para a Alimentação e...

Caixa está reduzindo em 98% gastos com publicidade e patrocínio, diz Guimarães

Após despesas de R$ 1,1 bilhão em 2018 com publicidade e patrocínios, o presidente...

“Esta é a primeira investigação antitruste significativa realizada pelo Congresso em décadas”, disse o deputado democrata David Cicilline, que comanda a comissão, no início da audiência. Ele falou sobre as grandes demissões no setor de notícias nos últimos anos e disse que a posição dominante das plataformas online no mercado publicitário “criou uma catástrofe econômica para os editores de notícias, forçando-os a reduzir seus investimentos em jornalismo de qualidade”.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Continua depois da publicidade

Agências internacionais
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade