Internacional

Macri escolhe nome da oposição como companheiro de chapa para tentar reeleição

COMPARTILHE
10

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou nesta terça-feira que escolheu o líder do maior bloco da oposição no Senado como seu companheiro de chapa na corrida pela reeleição, na disputa que terá primeiro turno no fim de outubro. No Twitter, Macri anunciou que escolheu o senador peronista Miguel Ángel Pichetto como vice porque o país “precisará construir acordos com muita generosidade e patriotismo”.

Reino Unido, França e Alemanha responsabilizam Irã por ataque na Arábia Saudita

Os chefes de Estado do Reino Unido, da França e da Alemanha declararam, em...

Negociações dos EUA com a China serão retomadas em duas semanas, diz Mnuchin

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, afirmou que a próxima rodada...

Grupo de Lima e UE pedem sanções contra Venezuela, mas descartam ação militar

O Grupo de Lima e a União Europeia afirmaram nesta segunda-feira que é imperioso...

O presidente realizou o anúncio no Twitter. Ele qualificou Pichetto como “um homem de Estado, que com o correr dos anos difíceis eu soube conhecer e respeitar o compromisso com a Pátria e as instituições”.

Macri deve enfrentar uma disputa difícil pela reeleição, já que conduz o país em um quadro de recessão, inflação na casa dos 50% e aumento da pobreza. Ele tem conduzido um ajuste nas contas públicas e fechou um acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para ajudar nesse processo. O presidente atribui os problemas do país aos desequilíbrios nos gastos da época da ex-presidente Cristina Kirchner (2007-2015).

Continua depois da publicidade

Cotada para disputar a presidência de novo, Cristina Kirchner decidiu se lançar como vice na chapa de Alberto Fernández, seu ex-chefe de gabinete. Atualmente senadora, ela ainda é uma figura bastante popular no país, mas enfrenta vários processos por suspeitas de corrupção.

Pichetto é senador, advogado de formação e membro do Partido Justicialista, o mesmo de Cristina. Ele já foi aliado da então presidente, mas desde então rompeu com ela e comanda uma ala mais moderada dentro da sigla.

Gabriel Bueno da Costa
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade