Política Regional

Vereador denuncia descaso e cobra do Estado melhorias para a 2ª Cia da PM de Guaçuí

COMPARTILHE
743

Por Gilson Arão

Assim como foi dito na greve da PM, Capitão Assumção volta a dizer que “o prato do policial está vazio”; veja o vídeo

O deputado estadual Capitão Assumção (PSL) ao utilizar, ontem (17), a tribuna na Assembleia...

​Majeski é contra criação de 307 cargos no MPES e redução no controle dos servidores externos da Ales

A aprovação de projetos polêmicos marcou a última semana dos trabalhos na Assembleia Legislativa...

Em reunião com vereadores, Da Vitória garante R$ 470 mil em recursos para Guaçuí

Vereadores de Guaçuí tiveram uma agenda positiva na capital, na segunda-feira, com o deputado...

O vereador Valmir Santiago (PTB), denunciou o descaso do Governo do Estado com a 2ª Companhia da Polícia Militar de Guaçuí. Tijolos expostos, paredes mofadas, infiltrações e condições insalubres são problemas no local que se arrastam há oito anos comprometendo a qualidade do serviço dos policiais militares.

Segundo o vereador, que esteve visitando a estrutura da 2ª Cia, o espaço está em situação de extrema precariedade, o que requer urgentes reparos, já que o lugar não oferece condições adequadas para a permanência dos policiais que trabalham na unidade.

Continua depois da publicidade

O parlamentar comentou que os militares estão se acomodando numa sala improvisada na área administrativa que dispõe de pouco espaço. Ela fica ao lado da cozinha que está completamente danificada.

“A Polícia Militar do nosso município atende Dores do Rio Preto, Divino de São Lourenço e ainda nossos distritos. Eu fui cobrado ano passado sobre a situação em que se encontrava a Companhia da PM. Temos uma delegacia nova, uma sede nova do Corpo de Bombeiros e da Polícia Ambiental. E por que este descaso com a Polícia Militar? Tem mais de oito anos que isso vem se arrastando, o Governo do Estado precisa dar uma resposta”, cobrou o vereador.

“Em qualquer empresa o ambiente de trabalho é fundamental para um bom rendimento profissional. Penso que poderia proporcionar uma melhor estrutura. Quando foi disponibilizado aquele local, há anos, Guaçuí tinha uma realidade, hoje observamos outra situação que exige um local maior e com mais estrutura para o trabalho do policial militar. Como um pátio maior para estacionar as viaturas, alojamentos maiores e banheiros, salas para a administração da Companhia e Comandante, cozinha e atendimento à população”, explica disse um policial que atua na região.

O que diz a  PM

Em nota, a PM explica que a empresa contratada para realizar as obras de revitalização descumpriu o contrato. A Secretaria Estadual de Segurança Pública estuda realizar obras no local ainda este ano. “A Polícia Militar informa que está ciente do problema e que já adotou, em tempo pretérito, providências legais de contratação de empresa para realização das obras. No entanto, a vencedora do processo licitatório à época deixou de cumprir suas obrigações. A PMES, por sua vez, adotou as providências cabíveis contra a empresa vencedora do certame e aguarda definição de nova contratada, em prazo que escapa ao controle institucional, para retomada das obras. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP) avalia ainda a possibilidade de realizar reparos no local ainda este ano”, diz a nota.

Publicidade