Cidades

Ronda de Apoio à Família, da Guarda Municipal de Cachoeiro, completa dois anos

COMPARTILHE
Divulgação PMCI
32

A Ronda de Apoio à Família (Rafa), implementada pela prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, por meio da Guarda Civil Municipal (GCM), completou dois anos de existência neste mês.

Prefeitura de Ibatiba garante direito a insalubridade para merendeiras

Desde março deste ano as merendeiras da rede municipal de ensino de Ibatiba estão...

Confira as vagas disponíveis no Sine de Cachoeiro nesta quarta (26)

O Sine de Cachoeiro de Itapemirim esta com três vagas de emprego em aberto...

Neném Doido é homenageado e recebe Comenda Rubem Braga

Quem nunca viu pelas ruas da região central de Cachoeiro de Itapemirim Hermogênio Lucas...

O projeto foi criado para atender mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, com base na Lei Maria da Penha (11.340/2006). Oferece visitações domiciliares e assistência contínua às vítimas e, também, atua na prevenção de novos casos. Todo o atendimento é gratuito.

Segundo a guarda civil municipal, Denise Koppe, idealizadora e coordenadora do projeto, nesses dois anos de funcionamento, a Rafa já realizou mais de 500 atendimentos. “Cada mulher que assistimos recebe várias visitas tranquilizadoras, pois é um trabalho contínuo. Hoje, damos esse suporte a 67 mulheres”, frisa.

Continua depois da publicidade

Ainda de acordo com Denise, dentro do projeto, são realizadas reuniões denominadas “Roda de Mulher”, em que as participantes são convidadas a conhecerem a Rafa com mais detalhes e têm a oportunidade de contar a própria história, em busca de auxílio.

“Nessas reuniões, as mulheres falam de suas experiências e têm a chance de ouvir o que outras estão passando. Oferecemos o acompanhamento de psicólogo e, depois, fazemos os encaminhamentos necessários”, relata a guarda civil.

Uma das mulheres atendidas pela Rafa afirma que participa do projeto desde o início e endossa sua importância. “É uma ajuda muito boa. Ele me dá força para superar obstáculos, dia após dia, pois o grupo me dá muito apoio. Tenho certeza que muitas pessoas estão sendo ajudadas pelo projeto e nós agradecemos por ele existir. Tem que continuar”, ressalta.

Além das visitas e rodas de conversas, o projeto ainda promove ações conscientizadoras e preventivas como seminários, palestras e caminhadas.

Nas escolas, em parceria com a Ronda de Prevenção Escolar (Rope) – outro projeto da GCM –, a Rafa desenvolve um trabalho de identificação de crianças que estejam vivenciando algum tipo de violência doméstica, além de buscar o despertar a atenção dos estudantes para o tema.

A Rafa atua em parceria com o Poder Judiciário, a Delegacia de Atendimento à Mulher, a Defensoria Pública e as secretarias municipais de Desenvolvimento Social (Semdes) e de Saúde (Semus).

Noite de comemoração e homenagens

Na última sexta-feira (17), no palco do Teatro Rubem Braga, o projeto Rafa e apoiadores receberam diversas homenagens pelas realizações nos dois anos de atividades. Apresentações musicais e de teatro abrilhantaram a celebração, que contou com a presença de autoridades, convidados e participantes.

“É muito oportuno comemorar os dois anos desse projeto, que visa, principalmente, combater a violência contra a mulher e que procura somar esforços com outras agências – policiais, políticas e jurídicas -, para que possamos buscar a diminuição dos indicativos desse tipo de violação. É uma iniciativa inovadora, criada dentro desta gestão, e que presta um atendimento bem customizado para mulher e para a família”, avalia o secretário de Segurança e Trânsito, Ruy Guedes Barbosa Júnior, presente na solenidade.

VEJA FOTOS DO EVENTO

O secretário de Governo, Paulo Miranda, parabenizou os envolvidos no projeto pelo empenho e cuidado. Reiterou a relevância de dar voz a pessoas que estejam em sofrimento:

“Às vezes, mulheres e famílias estão sofrendo ao nosso lado e não percebemos. Por isso, a Rafa é tão importante. Porque é um projeto corajoso, que tem o propósito de cuidar de gente. E é exatamente essa a preocupação desta gestão: cuidar de pessoas e de famílias”, frisou.

Serviço

A mulher que precisar deverá acionar a Ronda de Apoio à Família, ligando para o telefone (28) 99951-1278.

Publicidade