Segurança

Ronda de Apoio à Família, da Guarda Municipal, completa dois anos em Cachoeiro

COMPARTILHE
127

A Ronda de Apoio à Família (Rafa), implementada pela prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, por meio da Guarda Civil Municipal (GCM), completou dois anos de existência neste mês.

Câmera flagra influenciador digital furtando óculos em Cachoeiro; veja o vídeo

O digital influencer João Batista Brandão foi flagrado pela câmera de segurança de uma...

Polícia Militar faz buscas por motos roubadas na região do Caparaó

Na última quinta-feira (14), a Polícia Militar foi ate a localidade de Córrego Santa...

Caminhão carregado com bananas tomba e motorista morre na "Curva da Morte", em Cachoeiro

Um acidente registrado no final da tarde desta sexta-feira (15), na ES 164, rodovia...

O projeto foi criado para atender mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, com base na Lei Maria da Penha (11.340/2006). Oferece visitações domiciliares e assistência contínua às vítimas e, também, atua na prevenção de novos casos. Todo o atendimento é gratuito.

Segundo a guarda civil municipal, Denise Koppe, idealizadora e coordenadora do projeto, nesses dois anos de funcionamento, a Rafa já realizou mais de 500 atendimentos. “Cada mulher que assistimos recebe várias visitas tranquilizadoras, pois é um trabalho contínuo. Hoje, damos esse suporte a 67 mulheres”, frisa.

Continua depois da publicidade

Ainda de acordo com Denise, dentro do projeto, são realizadas reuniões denominadas “Roda de Mulher”, em que as participantes são convidadas a conhecerem a Rafa com mais detalhes e têm a oportunidade de contar a própria história, em busca de auxílio.

“Nessas reuniões, as mulheres falam de suas experiências e têm a chance de ouvir o que outras estão passando. Oferecemos o acompanhamento de psicólogo e, depois, fazemos os encaminhamentos necessários”, relata a guarda civil.

Uma das mulheres atendidas pela Rafa afirma que participa do projeto desde o início e endossa sua importância. “É uma ajuda muito boa. Ele me dá força para superar obstáculos, dia após dia, pois o grupo me dá muito apoio. Tenho certeza que muitas pessoas estão sendo ajudadas pelo projeto e nós agradecemos por ele existir. Tem que continuar”, ressalta.

Além das visitas e rodas de conversas, o projeto ainda promove ações conscientizadoras e preventivas como seminários, palestras e caminhadas.

Nas escolas, em parceria com a Ronda de Prevenção Escolar (Rope) – outro projeto da GCM –, a Rafa desenvolve um trabalho de identificação de crianças que estejam vivenciando algum tipo de violência doméstica, além de buscar o despertar a atenção dos estudantes para o tema.

A Rafa atua em parceria com o Poder Judiciário, a Delegacia de Atendimento à Mulher, a Defensoria Pública e as secretarias municipais de Desenvolvimento Social (Semdes) e de Saúde (Semus).

 

Noite de comemoração e homenagens

Na última sexta-feira (17), no palco do Teatro Rubem Braga, o projeto Rafa e apoiadores receberam diversas homenagens pelas realizações nos dois anos de atividades. Apresentações musicais e de teatro abrilhantaram a celebração, que contou com a presença de autoridades, convidados e participantes.

“É muito oportuno comemorar os dois anos desse projeto, que visa, principalmente, combater a violência contra a mulher e que procura somar esforços com outras agências – policiais, políticas e jurídicas -, para que possamos buscar a diminuição dos indicativos desse tipo de violação. É uma iniciativa inovadora, criada dentro desta gestão, e que presta um atendimento bem customizado para mulher e para a família”, avalia o secretário de Segurança e Trânsito, Ruy Guedes Barbosa Júnior, presente na solenidade.

O secretário de Governo, Paulo Miranda, parabenizou os envolvidos no projeto pelo empenho e cuidado. Reiterou a relevância de dar voz a pessoas que estejam em sofrimento:

“Às vezes, mulheres e famílias estão sofrendo ao nosso lado e não percebemos. Por isso, a Rafa é tão importante. Porque é um projeto corajoso, que tem o propósito de cuidar de gente. E é exatamente essa a preocupação desta gestão: cuidar de pessoas e de famílias”, frisou.

 

Serviço

A mulher que precisar deverá acionar a Ronda de Apoio à Família, ligando para o telefone (28) 99951-1278.

Publicidade