Segurança

PC recupera violino furtado de médico que toca para crianças de hospitais em Cachoeiro

COMPARTILHE
1699

Um violino e um tablet furtado de dentro de um veículo no dia 16 de abril deste ano, foi recuperado na última semana pela Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri) de Cachoeiro de Itapemirim.

Suspeito de tentativa de assalto é baleado e morto em Cachoeiro

Um homem, até o momento não identificado, foi baleado e morto na noite desta...

PM realiza mais uma apreensão de drogas com o cão Messi em Cachoeiro

Nesta quarta-feira (16), mais uma importante apreensão de drogas foi registrada pela Polícia Militar...

Segunda fase de operação da PF contra exploração sexual infantil tem alvo em Anchieta

A residência de um morador de Anchieta foi alvo da segunda etapa da "Operação Métis",...

O instrumento pertence ao médico pediatra Vinicius Cunha Fagundes, que nas horas vagas toca para crianças internadas no Hospital Infantil de Vitória e passaria a tocar no Hospital Infantil de Cachoeiro de Itapemirim, quando teve o objeto levado por criminosos que quebraram o vidro do veículo, estacionado em uma rua do bairro Sumaré.

Para o médico, que pratica a musicoterapia com as crianças, ter o instrumento de volta foi um alívio para continuar o projeto que iniciou há dois anos.

Continua depois da publicidade

O violino fabricado por um luthier de renome, feito artesanalmente, foi recolhido após investigações da Depatri.

O médico conta que ao se aproximar do veículo, percebeu o vidro quebrado.

“Fiquei apreensivo e fui me aproximando do carro, quando vi que arrombaram o vidro e levaram o violino, fique muito triste. É um violino caro, feito especialmente para mim. Além do auto custo, ele tem um valor sentimental muito grande”.

O médico conta que toca o instrumento há 12 anos, e há sete, possui o instrumento que foi recuperado. “Foram 20 dias tristes, pensei em até oferecer uma recompensa, mas desanimei. Agradeço a Polícia Civil me deixou esperançoso e conseguiu recuperar”.

O rapaz contou ainda que na hora em que o suspeito de ter furtado entregou o violino e o tablete e soube que o instrumento era tocado para crianças enfermas, se arrependeu. Ele será autuado no crime de furto e roubo pela delegacia.

 

Publicidade