Educação

Estudantes do Sul do ES vão às ruas contra cortes de recursos federais na Educação

COMPARTILHE
682
Advertisement
Advertisement

Nesta quarta-feira (15), estudantes da região Sul do Estado se uniram ao movimento realizado em todo o país em defesa dos recursos para a Educação. Houve manifestações nos municípios de Venda Nova do Imigrante, Alegre, na Grande Vitória, em São Mateus e em Colatina.

Mais de 20 mil estudantes voltam às aulas em Cachoeiro de Itapemirim nesta segunda (10)

Após adiamento por conta da enchente do último dia 25, os estudantes da rede...

Volta às aulas: cuidado com a lista abusiva de material escolar

O início do ano letivo estava marcado para esta semana, porém devido às fortes...

Curso de Gastronomia EAD é um dos mais buscados no começo de 2020

O país tem cerca de dois milhões de matrículas no ensino a distância (EAD),...

Em Venda Nova, estudantes e servidores do Instituto Federal (Ifes) realizaram um ato público na tarde desta quarta. Os manifestantes percorreram as principais ruas da cidade com cartazes e faixas defendendo a educação pública e com mensagens contrárias aos cortes federais.

Já no município de Alegre, a mobilização começou por volta das 16 horas com a concentração para o “Ato Unificado Luto! Pela Educação” que seguirá em passeata até a praça 6 de Janeiro.  No local, a partir das 18h30, ocorrerá a apresentação do movimento, seguido do espaço palavra livre, apresentação de trabalhos científicos e momento cultural.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A organização do movimento é do Centro Acadêmico “Cabio” da Ufes de Alegre, com participação e apoio dos demais estudantes da instituição e também do Ifes do município. Em Ibatiba, houve um ato simbólico no Ifes, onde os alunos formaram uma grande círculo no campo de futebol da instituição.

Em São Mateus, os manifestantes bloquearam a BR 101, na manhã de hoje. Já em Vitória, pela manhã houve atos da Ufes e do Ifes e milhares de pessoas percorreram as avenidas da cidade. Um novo ato está marcado para às 16h30.

Advertisement